Seção ISA Poli fica entre as melhores do mundo no International Student Games em Houston

Escola Politécnica - USP

São Paulo, SP, Brasil

www.isapoli.org

Apenas três pontos atrás da terceira colocada e quatro da segunda dos 140 pontos disputados, a equipe da Seção Estudantil ISA Poli ficou com a quinta colocação durante o International Student Games (ISG), tradicional competição acadêmica realizada pela ISA nos Estados Unidos durante o ISA Expo 2008.

Ao lado da Seção da Universidade de Cauca da Colômbia, a turma da Poli representou o Distrito 4 da ISA nesta edição dos jogos, que contou com 14 equipes inscritas e 12 participantes. Foi formada pelos estudantes do último ano do curso de Automação e Controle da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo: Antonio Spadim (Presidente da Seção em 2007), Carla Mariana Camacho (Colaboradora da Seção), Edison de Faria Siqueira (Presidente 2006/2007), Gustavo Rocha Dias (Presidente Atual) e José Félix Ladeia Rodrigues (Secretário Atual).

O desafio aconteceu dia 14 de outubro em Houston, Texas, e à frente da Seção ISA Poli ficaram apenas equipes canadenses e norte-americanas. Por esta razão, a quinta colocação teve sabor de vitória, pois o grupo superou países como Rússia e México, além de outras quatro equipes canadenses e norte-americanas, algumas já veteranas participantes da competição. Mais um mérito, pois os brasileiros foram estreantes no ISG deste ano.

Os desafios foram oferecidos pelas empresas ABB, Siemens, Crestron e Phoenix Contact, que apresentaram quatro problemas a serem resolvidos pelas equipes.

Vale destacar que a participação da Seção ISA Poli no ISG 2008 só foi possível graças à inestimável e fundamental colaboração das empresas patrocinadoras – Aselco, Chemtech, Invensys e Wika – que cobriram boa parte das despesas da viagem a Houston, juntamente com o Distrito 4.

Na Inglaterra, pesquisadores tentam criar robô "mais humano"

Reportagem da agência Reuters mostra pesquisa que faz robô reproduzir movimentos da face de um humano.

Veja a lista completa dos institutos nacionais de ciência e tecnologia

da Folha de S.Paulo

O governo federal anunciou ontem o maior investimento já feito em redes de pesquisa no país. Serão R$ 553 milhões a serem aplicados em 101 institutos nacionais de ciência e tecnologia nos próximos três a cinco anos. Segundo o MCT (Ministério da Ciência e Tecnologia), o objetivo é consolidar o sistema de pesquisa brasileiro. Veja abaixo a lista dos institutos nacionais de ciência e tecnologia

Região Centro-Oeste

INCT Coordenador Instituição UF
INCT DE NANOBIOTECNOLOGIA DO CENTRO-OESTE E NORTE Ricardo Bentes de Azevedo UNB DF
INCT PARA ESTUDOS TECTÔNICOS Reinhardt Adolfo Fuck UNB DF
INCT DE ÁREAS ÚMIDAS Wolfgang Johannes Junk UFMT MT

Região Norte

INCT Coordenador Instituição UF
INCT DA BIODIVERSIDADE AMAZÔNICA William Ernest Magnusson INPA AM
INCT DE MADEIRAS DA AMAZÔNIA Niro Higuchi INPA AM
INCT DOS SERVIÇOS AMBIENTAIS DA AMAZÔNIA Philip Martin Fearnside INPA AM
INCT PARA ADAPTAÇÕES DA BIOTA AQUÁTICA DA AMAZÔNIA Adalberto Luis Val INPA AM
INCT DE ENERGIAS RENOVÁVEIS E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DA AMAZÔNIA Joao Tavares Pinho UFPA PA
INCT DE FEBRES HEMORRÁGICAS VIRAIS Pedro Fernando da Costa Vasconcelos IEC PA
INCT DE GEOCIÊNCIAS DA AMAZÔNIA Roberto Dall'Agnol UFPA PA
INCT EM BIODIVERSIDADE E USO DA TERRA DA AMAZÔNIA Ima Célia Guimarães Vieira MPEG PA

Região Nordeste

INCT Coordenador Instituição UF
INCT DE DOENÇAS TROPICAIS Edgar Marcelino de Carvalho Filho UFBA BA
INCT DE ENERGIA E AMBIENTE Jailson Bittencourt de Andrade UFBA BA
INCT DE GEOFÍSICA DO PETRÓLEO Milton José Porsani UFBA BA
INCT DE BIOMEDICINA DO SEMI-ÁRIDO Aldo Ângelo Moreira Lima UFC CE
INCT DE TRANSFERÊNCIA DE MATERIAIS CONTINENTE-OCEANO Luiz Drude de Lacerda UFC CE
INCT EM SALINIDADE José Tarquinio Prisco UFC CE
INCT DE CONTROLE DAS INTOXICAÇÕES POR PLANTAS Franklin Riet Correa Amaral CSTR/UFCG PB
INCT DE FOTÔNICA Cid Bartolomeu de Araújo UFPE PE
INCT DE NANOTECNOLOGIA PARA MARCADORES INTEGRADOS Oscar Manoel Loureiro Malta UFPE PE
INCT PARA ENGENHARIA DE SOFTWARE Silvio Romero de Lemos Meira UFPE PE
INCT PARA INOVAÇÃO FARMACÊUTICA Ivan da Rocha Pitta UFPE PE
INCT VIRTUAL DA FLORA E DOS FUNGOS Leonor Costa Maia UFPE PE
INCT DE COMUNICAÇÕES SEM FIO Adaildo Gomes D Assuncao UFRN RN
INCT DE FRUTOS TROPICAIS Narendra Narain UFS SE

Região Sul

INCT Coordenador Instituição UF
INCT PARA A FIXAÇÃO BIOLÓGICA DE NITROGÊNIO EM GRAMÍNEAS Fabio de Oliveira Pedrosa UFPR PR
INCT PARA DIAGNÓSTICOS EM SAÚDE PÚBLICA Samuel Goldenberg ICC PR
INCT DA CRIOSFERA Jefferson Cardia Simões UFRGS RS
INCT DE AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE Flavio Danni Fuchs UFRGS RS
INCT DE GENÉTICA MÉDICA POPULACIONAL Roberto Giugliani HCPA RS
INCT DE HORMÔNIOS E SAÚDE DA MULHER Poli Mara Spritzer UFRGS RS
INCT DE TOXICOLOGIA AQUÁTICA Adalto Bianchini FURG RS
INCT EM TUBERCULOSE Diógenes Santiago Santos PUC RS RS
INCT PARA EXCITOTOXICIDADE E NEUROPROTEÇÃO Diogo Onofre Gomes de Souza UFRGS RS
INCT TRANSLACIONAL EM MEDICINA Flavio Kapczinski UFRGS RS
INCT DE CATALISE EM SISTEMAS MOLECULARES E NANOESTRUTURADOS Faruk Jose Nome Aguilera UFSC SC
INCT EM REFRIGERAÇÃO E TERMOFÍSICA Alvaro Toubes Prata UFSC SC
INCT PARA CONVERGÊNCIA DIGITAL Aldo von Wangenheim UFSC SC

Região Sudeste

INCT Coordenador Instituição UF
INCT DE CIÊNCIA ANIMAL Sebastiao de Campos Valadares Filho UFV MG
INCT DE ESTRUTURAS INTELIGENTES EM ENGENHARIA Valder Steffen Junior UFU MG
INCT DE INFORMAÇÃO GENÉTICO-SANITÁRIA DA PECUÁRIA Romulo Cerqueira Leite UFMG MG
INCT DE MEDICINA MOLECULAR Marco Aurelio Romano-Silva UFMG MG
INCT DE NANO-BIOFARMACÊUTICA Robson Augusto Souza dos Santos UFMG MG
INCT DE NANOMATERIAIS DE CARBONO Marcos Assuncao Pimenta UFMG MG
INCT DO CAFÉ Mário Lúcio Vilela de Resende UFLA MG
INCT EM DENGUE Mauro Martins Teixeira UFMG MG
INCT EM INTERAÇÕES PLANTA-PRAGA Elizabeth Pacheco Batista Fontes UFV MG
INCT PARA A WEB Virgilio Augusto Fernandes Almeida UFMG MG
INCT PARA O DESENVOLVIMENTO DE VACINAS Ricardo Tostes Gazzinelli CPQRR MG
INCT: RECURSOS MINERAIS, ÁGUA E BIODIVERSIDADE Virginia Sampaio Teixeira Ciminelli UFMG MG
INCT ANTÁRTICO DE PESQUISAS AMBIENTAIS Yocie Yoneshigue Valentin UFRJ RJ
INCT DE BIOLOGIA ESTRUTURAL E BIOIMAGEM Jerson Lima da Silva UFRJ RJ
INCT DE EDUCAÇÃO, DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E INCLUSÃO SOCIAL João Victor Issler FGV-RJ RJ
INCT DE ENTOMOLOGIA MOLECULAR Pedro Lagerblad de Oliveira UFRJ RJ
INCT DE FÁRMACOS E MEDICAMENTOS Eliezer Jesus de Lacerda Barreiro UFRJ RJ
INCT DE INOVAÇÃO EM DOENÇAS NEGLIGENCIADAS Carlos Medicis Morel FIOCRUZ RJ
INCT DE MATEMÁTICA Jacob Palis Junior IMPA RJ
INCT DE NANODISPOSITIVOS SEMICONDUTORES Patricia Lustoza de Souza PUC/RJ RJ
INCT DE POLÍTICAS PÚBLICAS, ESTRATÉGIAS E DESENVOLVIMENTO Eli Diniz UFRJ RJ
INCT DE REATORES NUCLEARES INOVADORES Aquilino Senra Martinez UFRJ/COPPE RJ
INCT DE SISTEMAS COMPLEXOS Constantino Tsallis CBPF RJ
INCT EM CIÊNCIA DA WEB Nelson Maculan Filho UFRJ RJ
INCT EM MEDICINA ASSISTIDA POR COMPUTAÇÃO CIENTÍFICA Raul Antonino Feijóo LNCC RJ
INCT ESPAÇO URBANO E GESTÃO EM SEGURANÇA PÚBLICA Alba Maria Zaluar UERJ/IMS RJ
INCT PARA CONTROLE DO CÂNCER Hector Nicolas Seuánez Abreu INCA RJ
INCT PARA PESQUISA TRANSLACIONAL EM SAÚDE E AMBIENTE NA REGIÃO AMAZÔNICA George Alexandre dos Reis UFRJ RJ
INCT DAS DOENÇAS DO PAPILOMAVIRUS Luisa Lina Villa FCMSCSP SP
INCT DE ANALISE INTEGRADA DO RISCO AMBIENTAL Paulo Hilário Nascimento Saldiva USP SP
INCT DE ASTROFÍSICA João Evangelista Steiner USP SP
INCT DE BIOTECNOLOGIA MOLECULAR E QUÍMICA MÉDICA EM DOENÇAS INFECCIOSAS Glaucius Oliva USP/SÃO CARLOS SP
INCT DE CÉLULAS TRONCO EM DOENÇAS GENÉTICAS Mayana Zatz USP SP
INCT DE CONTROLE BIORRACIONAL DE INSETOS PRAGAS Maria Fatima das Gracas Fernandes da Silva UFSCAR SP
INCT DE ELETRÔNICA ORGÂNICA Roberto Mendonca Faria USP SP
INCT DE ESTUDOS DA METRÓPOLE Nadya Araujo Guimarães CEBRAP SP
INCT DE FISIOLOGIA COMPARADA Augusto Shinya Abe UNESP SP
INCT DE FOTÔNICA PARA COMUNICAÇÕES ÓPTICAS Hugo Luis Fragnito UNICAMP SP
INCT DE GENÔMICA PARA MELHORAMENTO DE CITROS Marcos Antonio Machado IAC SP
INCT DE INFORMAÇÃO QUÂNTICA Amir Ordacgi Caldeira UNICAMP SP
INCT DE INVESTIGAÇÃO EM IMUNOLOGIA Jorge Elias Kalil Filho USP SP
INCT DE OBESIDADE E DIABETES Mario Jose Abdalla Saad UNICAMP SP
INCT DE ONCOGENÔMICA Luiz Paulo Kowalski FAP SP
INCT DE ÓPTICA E FOTÔNICA Vanderlei Salvador Bagnato USP SP
INCT DE PROCESSOS REDOX EM BIOMEDICINA Ohara Augusto USP SP
INCT DE PSIQUIATRIA DO DESENVOLVIMENTO PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES Euripedes Constantino Miguel USP SP
INCT DE SEMIOQUÍMICOS NA AGRICULTURA José Roberto Postali Parra USP SP
INCT DE SISTEMAS EMBARCADOS CRÍTICOS Jose Carlos Maldonado USP/SAO CARLOS SP
INCT DE SISTEMAS MICRO E NANOELETRÔNICOS Jacobus Willibrordus Swart CTI SP
INCT DE TÉCNICAS ANALÍTICAS PARA EXPLORAÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS Colombo Celso Gaeta Tassinari USP SP
INCT DO BIOETANOL Marcos Silveira Buckeridge USP SP
INCT DO SANGUE Fernando Ferreira Costa UNICAMP SP
INCT DOS HYMENOPTERA PARASITOIDES DA REGIÃO SUDESTE BRASILEIRA Angelica Maria Penteado Martins Dias UFSCAR SP
INCT EM CÉLULAS TRONCO E TERAPIA CELULAR Roberto Passetto Falcao USP SP
INCT EM ENGENHARIA DA IRRIGAÇÃO Jose Antonio Frizzone USP SP
INCT EM METROLOGIA DAS RADIAÇÕES NA MEDICINA Linda Viola Ehlin Caldas IPEN/CNEN SP
INCT EM TOXINAS Osvaldo Augusto Brazil Esteves Sant' Anna IBU SP
INCT PARA MUDANÇAS CLIMÁTICAS Carlos Afonso Nobre INPE SP
INCT PARA O ESTUDO DOS ESTADOS UNIDOS Tullo Vigevani UNESP SP
INCT PARA POLÍTICAS PÚBLICAS DO ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS Ronaldo Ramos Laranjeira UNIFESP SP
INCT SOBRE COMPORTAMENTO, COGNIÇÃO E ENSINO Deisy das Graças de Souza UFSCAR SP
INCT SOBRE VIOLÊNCIA, DEMOCRACIA E SEGURANÇA CIDADÃ Sergio Franca Adorno de Abreu USP SP
INSTITUTO DE BIOFABRICAÇÃO Rubens Maciel Filho UNICAMP SP

 

Primeiro reator nuclear criado no Brasil completa 20 anos de operação

FELIPE MAIA
da Folha Online

O Brasil comemora neste mês os 20 anos da inauguração do primeiro reator nuclear genuinamente nacional, o IPEN/MB-01, que entrou em operação em novembro de 1988. Desenvolvido por pesquisadores do Ipen (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares), em parceria com a Marinha, é uma ferramenta básica para testar o funcionamento de outros reatores e confirmar na prática as projeções realizadas pelos cientistas.

O país havia inaugurado 30 anos antes o seu primeiro reator nuclear --e também da América Latina, o IEA-R1. Entretanto, o complexo foi projetado e construído pela empresa norte-americana Babcock & Wilcox. Localizado no campus da USP (Universidade de São Paulo), o IPEN/MB-01 ao contrário, foi desenvolvido por um instituto brasileiro.

Marcello Vitorino/Divulgação
Núcleo do reator de pesquisa IPEN/MB-01, que começou a operar em 1988; complexo consegue simular operação de reatores maiores
Núcleo do reator de pesquisa IPEN/MB-01, que começou a operar em 1988; complexo consegue simular operação de reatores maiores

O reator foi produzido durante o planejamento para a construção do primeiro submarino de propulsão nuclear fabricado no Brasil, que ainda não saiu do papel --a Marinha diz que o submarino fica pronto em 2021. Um dos objetivos da construção do complexo era fornecer subsídios científicos ao projeto.

Os reatores funcionam como "uma bomba controlada", de forma a gerar, sobre certos materiais, os efeitos radioativos ou produzir energia. O dispositivo permite controlar o processo de fissão nuclear ("quebra" de átomos de urânio).

O IPEN/MB-01 tem uma potência pequena, de 100 Watts, porque seu objetivo não é produzir energia para consumo, como as usinas de energia nuclear de Angra --Angra 1 tem capacidade de geração de 657 Megawatts elétricos, e Angra 2, de 1.350 Megawatts elétricos.

O complexo do Ipen é aplicado no estudo da física dos reatores, que estudam o comportamento desse tipo de dispositivo. A idéia é permitir a simulação das características nucleares de um reator de grande porte em escala reduzida, antes da instalação efetiva.

O reator pode ser configurado de acordo com o teste. "Você pode ver o comportamento do nêutron [partícula integrante do átomo] para qualquer reator, inclusive de propulsão. É possível configurá-lo para que ele dê noções do comportamento do reator", afirma o pesquisador Antonio Teixeira, gerente do Centro de Engenharia Nuclear do Ipen.

Atualmente, o reator é utilizado em pesquisas dos Estados Unidos e da Europa, por meio de acordos de cooperação. "Poucos países tem esse tipo de instalação, então eles mandam os projetos para fazer testes aqui", diz Teixeira.

 
Alex Rodrigues
Da Agência Brasil
Em Brasília
 
O Fundo Estadual de Defesa Civil de Santa Catarina já havia recebido R$ 3,5 milhões em doações em dinheiro, até a tarde de ontem (28). Segundo o Departamento Estadual de Defesa Civil, as doações foram feitas tanto por pessoas físicas, quanto jurídicas.

Somente o Banco do Brasil e o Bradesco, juntos, doaram R$ 800 mil para ajudar as comunidades atingidas pelas chuvas que há cerca de 60 dias castigam o estado, deixando, até o momento, 109 mortos, mais de 78 mil desabrigados e desalojados, além de prejuízos não calculados.

Para contribuir, a pessoa pode ir a qualquer agência bancária, levando consigo os dados (números da conta e da agência) sobre uma das contas existentes. Antes de confirmar o depósito, é recomendável confirmar os dados do beneficiário: Fundo Estadual de Defesa Civil, cujo CNPJ é 04.426.883/0001-57.

Alertando para a circulação de falsas mensagens eletrônicas, a Defesa Civil também divulgou que não envia e-mails pedindo auxílio e informando número de contas correntes para depósitos.

As doações estão sendo feitas por meio de uma das oito contas corrente abertas pela Defesa Civil para receber a ajuda financeira.

Veja os dados das contas conforme informado pela Defesa Civil:

Banco do Brasil - Agência 3582-3, Conta Corrente 80.000-7

Besc - Agência 068-0, Conta Corrente 80.000-0.

Caixa Econômica Federal - Agência 1877, operação 006, conta 80.000-8

Bradesco - 237 Agência 0348-4, Conta Corrente 160.000-1

Itaú - 341, Agência 0289, Conta Corrência 69971-2

SANTANDER - 033, Agência 1227, Conta Corrente 430000052

Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) - 756 - Agência 1005, Conta Corrente 2008-7

Sistema de Crédito Cooperativo (SICREDI) - 748, Agência 2603, Conta Corrente 3500-9

De acordo com a Defesa Civil, as empresas que fizerem doações poderão pedir a isenção do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), utilizando o código CFOP na nota fiscal 5910. Também deve constar em complemento: "Doação para Defesa Civil do Estado de Santa Catarina".

Fotos da Primeira Semana da Engenharia

Estamos preparando para o final de semana uma mega postagem com as fotos de todo o evento, que foi um grande sucesso !

Pesquisadores da Coréia do Sul criam bateria de lítio que dura 8 vezes mais

Um time de professores da Coréia do Sul encontrou uma maneira de deixar as baterias de lítio mais eficientes em consumo do que os modelos atuais.

Por Redação do COMPUTERWORLD

Um grupo de pesquisadores da universidade de Hanyang, Coréia do Sul, liderados pelo professor de química aplicada Cho Jae-phil, afirma ter encontrado uma maneira de fazer as baterias de notebook e telefones celulares durarem oito vezes mais do que as baterias tradicionais.

O significativo aumento na capacidade foi possível graças ao uso de partículas porosas e tridimensionais de silício no eletrodo negativo. Estas partículas foram feitas de sílica e fluoreto de hidrogênio em vez de grafite, como é feito no processo tradicional de fabricação.

Inovações tecnológicas:
> Nova memória racetrack da IBM promete armazenar 500 vezes mais
> Descoberta da HP promete memórias que substituirão a DRAM
> Samsung cria HD com memória flash capaz de armazenar 256 GB

Ainda que as vantagens do novo material fossem conhecidas, o silício expandia quando entrava em contato com o lítio. O time de Cho Jae-phil apostou em partículas porosas para resolver esse problema e aproveitar as vantagens da combinação de sílica e fluoreto de hidrogênio.

Os pesquisadores pediram patentes para quatro tecnologias na Coréia do Sul, Estados Unidos e União Européia. Segundo o professor Cho, a produção comercial para baterias com a nova tecnologia seria de quatro anos.

O time de pesquisadores trabalha para incorporar a descoberta no desenvolvimento de painéis solares.

Do Blog do Fabiano Sepé

Um momento especial

Acredito no potencial dos jovens de nossa cidade, principalmente aqueles que buscam construir caminhos pautados na ética, na persistência e que através do empenho, das práticas educativas, da disseminação do aprendizado procuram construir num novo país.
A cerca de 4 anos anos acompanho os alunos da primeira turma de Engenharia de Automação, em especial aos alunos Móises e Helga Giovanna, dois jovens aplicados e visionionários, que estão a frente do seu tempo, ora até são confundidos como professores, pois são ambiciosos, aplicados, participativos e mobilizadores, são lideranças natas, que militam diariamente na busca pelas melhorias nos laboratórios e na grade curricular do curso.

As visitas técnicas e micro-estágios, momentos onde a prática educativa é experimentada no mercado de trabalho, principalmente nas empresas que atuam com tecnologia de ponta na área de automação e controle indústrial.
Participações em feiras, seminários, workshops, reuniões no CENPS, nas sede da Petrobras no Rio de Janeiro e Macaé, assim também como me recordo das viagens a ISA Show em São Paulo, as visitas as empresas em Sertãozinho-SP, a dificuldade de conseguir o microônibus para a inadiável visita técnica a Usina Nuclear de Angra I, e no último instante conseguir contato com a Auto Viação Esperança e proporcionar o acesso as dependências desta conceituada empresa na geração de energia, me dá a certeza de que de alguma forma, pude dar um pouco da minha contribuição para que a prática educativa pudesse ser validada nas ações que me competiam.
Sabe porque de tudo isso acima?

Para partilhar um pouco da minha alegria neste dia, pois hoje está sendo um momento muiito especial, durante a abertura da Primeira Semana de Engenharia do CEFET Campos, este blogueiro recebeu uma singela homenagem do comissão organizadora do evento pelos trabalhos desenvolvidos em prol da educação profissional e tecnológica, com enfâse nas atividades de transporte e logistíca.
Utilizo deste espaço para reiterar o compromisso com a educação pública, gratuita, esta ferramenta capaz de transformar a vida dos adolescentes, jovens e adultos, profissionalizando-os e formando cidadãos participativos, que apliquem a ciência, a tecnologia e a filosofia em suas ações diárias.

Um salve aos futuros Engenheiros de Automação.

Do Blog do Fabiano Sepé

O significado do gorro (barrete frígio) no Brasão de Campos dos Goytacazes, por Marcelo Bessa

O sempre atento Marcelo Bessa, elaborou um post interessante onde descreve o significado do gorro vermelho (barrete frígio), do Brasão de Campos dos Goytacazes, em resposta a minha curiosidade postada aqui. Agradeço ao Marcelo por contribuir em algo que gostaria de saber desde os tempos em cursava o primário, no Colégio Estadual José do Patrocínio e ninguém conseguia me dar uma resposta convincente quanto aos símbolos presentes no brasão, segue abaixo a brilhante postagem:




"Meu amigo Sepé perguntou o significado do gorro existente no Brasão do Município de Campos dos Goytacazes. Pois bem:
O barrete frígio que temos em nosso brasão é um símbolo da liberdade.
Na Wikipédia:"O barrete frígio ou barrete da liberdade é uma espécie de touca ou carapuça, originariamente utilizada pelos moradores da Frígia (antiga região da Ásia Menor, onde hoje está situada a Turquia). Foi adotado, na cor vermelha, pelos republicanos franceses que lutaram pela tomada e queda da Bastilha em 1789, que culminou com a instalação da primeira república francesa em 1793. Por essa razão, tornou-se um forte símbolo do regime republicano."
Segundo o site da Embaixada da França no Brasil:"Símbolo de liberdade, o barrete frígio era usado pelos escravos libertos na Grécia e em Roma."
Aliás, o artigo 42 das "Disposições Gerais e Transitórias" da Lei Orgânica de Campos determinou, em 28/03/1989 (quando foi promulgada a Lei Orgânica), o seguinte:
Art. 42 - No prazo de 120 (cento e vinte) dias, a contar da promulgação desta Lei, o Poder Executivo submeterá à aprovação da Câmara Municipal o projeto de um novo brasão de armas para o Município, que se enquadre, rigorosamente, nas leis, regras e normas da Heráldica.
§ 1º - O projeto, cuja votação se fará nos dias subseqüentes, conterá a nomenclatura oficial de Campos dos Goytacazes, estabelecida em lei estadual, e dispensará a legenda em latim inscrita no atual brasão.
§ 2º - O novo brasão será adotado de forma única pelos dois Poderes do município, sem qualquer adaptação.
Até hoje o Brasão é o mesmo e traz a expressão em latim "Ipsae matronae hic pro jure pugnant", que quer dizer "aqui até as mulheres pugnam pelo Direito" (fonte: http://www.migalhas.com.br/mig_latim.aspx?lista=S&cod=64275), a mesma frase que há 19 anos a Lei mandou riscar do mapa em 120 dias...
Eu vejo da seguinte forma: temos que refazer o Brasão (só isso!)... mas para quem gosta de inventar motivo para defender supostas discriminações, aí está um prato cheio!
OBS: antes de falar que a cidade é preconceituosa ou coisa que o valha, lembre-se que a frase foi inserida no brasão numa época em que mulheres não tinham direitos iguais aos homens, ok?"

IBM permanece no topo da lista dos supercomputadores com o Roadrunner

Por ComputerWorld/EUA 

Framingham - Apesar das previsões apontarem para o Jaguar, da Cray, Roadrunner se manteve na liderança da Top500 list dos supercomputadores.

O Roadrunner avançou sobre o Jaguar, da Cray e conseguiu se manter no topo da lista dos supercomputadores. A mais recente Top500 list foi anunciada na segunda-feira (18/11).

O Roadrruner fez sua atualização nos últimos meses, e foi capaz de atingir 1.105 petaflops, ou mais de um quatrilhão de cálculos matemáticos por segundo. O Jaguar, segundo colocado, também quebrou a barreira do petaflop com o desempenho de 1.059 petaflops ao executar o aplicativo Linpack.

"Ambas as máquinas têm sistemas com capacidades incríveis" disse Jack Dongarra, co-criador da lista e professor da Universidade do Tennessee.

O Roadrunner é um sistema híbrido que roda 12.960 processadores PowerXCell 8i da IBM e 6.948 processadores dual-core AMD Opteron. Os chips Opteron trabalham com as funções básicas do computador, enquanto o Cell cuida das atividades mais avançadas.

O Jaguar roda 45 mil chips quad-core Opteron, totalizando 180 mil processadores.

Nota-se um grande aumento de velocidade na atual lista Top500 comparada a anterior, feita seis meses atrás. O nível de entrada, ou seja, a capacidade de processamento mínima para se entrar na lista era de 9 teraflops na edição passada e cresceu para 12,64 teraflops neste ano.

Sharon Gaudin, editora do Computerworld, dos EUA

Começa amanhã a Primeira Semana da Engenharia ! 

É com muito orgulho que a Primeira Turma – 2005/2010 - do Curso de Engenharia de Automação organiza a Primeira Semana da Engenharia do CEFET Campos. A realização desse evento é em parceria com a Sociedade Internacional de Automação, através da Seção Campos – ISA Seção Campos, que tem como Presidente a aluna Helga Giovanna e como Secretário Geral Moisés Filho, ambos alunos da Primeira Turma.

 

Serão ministrados uma palestra e 04 cursos ! Vale lembrar que tudo será completamente gratuito para os alunos e Professores.

 

Estarão presentes as 02 maiores empresas do ramo de automação que atuam no Brasil, que são a Smar e a Emerson Process, e o maior especialista em robótica submarina que é o Engenheiro Ney Robinson do Centro de Pesquisas da PETROBRAS.

 

Foi um ano de preparação. Temos a certeza que serão 03 dias de muito sucesso !

 

Postamos mais uma vez a programação e gostaríamos que todos os participantes ficassem bem atentos aos detalhes, para que possamos ter alta qualidade na organização do nosso evento.

 

Um grande abraço a todos e até amanhã !

 

 

Terça-feira dia 25 de Novembro

13h30 - Auditório Cristina Bastos

- Palestra do Engenheiro da PETROBRAS Ney Robinson

“A criatividade e o talento Brasileiro vencendo desafios”

- E a apresentação do robô ambiental Chico Mendes.

- Mesa redonda sobre pesquisas e iniciação científica

- Homenagens

 

 

Quarta-feira dia 26 de Novembro

08h30 - Auditório Reginaldo Rangel

- SMAR: Curso de Controle de Processos Industriais

13h30 - Auditório Reginaldo Rangel

- SMAR: Curso sobre aplicação da Tecnologia FieldBus em plantas de processo

 

 

Quinta-feira dia 27 de Novembro

08h30 - Auditório Reginaldo Rangel

- Emerson Process: Curso de Arquitetura Digital PlantWeb

13h30 - Auditório Reginaldo Rangel

- Emerson Process: Curso de Aplicações básicas da Tecnologia Wireless

 

 

*Pedimos aos participantes que sejam pontuais para que possamos ter excelência na organização do nosso evento. O participante deverá ainda ter em mãos um documento com oficial para ter acesso aos locais do evento.

 

*Lembramos que a Direção Acadêmica do CEFET Campos só emitirá os certificados para o participante que obtiver no mínimo 95% de presença durante os eventos.

Cinco dicas simples para fazer a bateria do seu notebook durar mais

Redação da PC WORLD

Precisa usar seu portátil durante uma viagem e não quer ficar na mão? Como prolongar a autonomia da bateria do seu computador.

bateria_durar_150.jpgAssim como o chocolate está para os chocólatras e os episódios do seriado norte-americano Friends estão para fãs de sitcoms, nada melhor para alegrar a vida de um usuário de notebook do que uma bateria com grande autonomia. Porém, o que se obtém é justamente o contrário: elas vão durar apenas algumas poucas horas a não ser que você conheça alguns truques que lhe garantirão preciosos minutos adicionais de carga.

Para assegurar-se que na próxima vez que tiver de ficar longe da tomada mais próxima seu portátil vai poder ficar vivo por mais tempo, siga essas orientações, que parecem simples – e são simples! – mas que muitos usuários deixam de lado por desconhecimento ou mesmo esquecimento.

Modo economia de energia: Cada fabricante dá um nome diferente ao conjunto de ações pré-programadas que fazem o notebook utilizar apenas os recursos essenciais, reduzindo consideravelmente o consumo da carga da bateria. Escolha o período de tempo em que o modo deva entrar em ação de acordo com suas necessidades. Faça alguns testes até encontrar o menor tempo possível, que não atrapalhe o trabalho que estive fazendo, como pausas para leitura de relatórios, por exemplo.

Outros destaques da PC WORLD:
> 20 hábitos tecnológicos para melhorar sua vida
> Notebooks poderosos: conheça a seleção que fizemos para você
> Como comprar um notebook
> Notebook com problema: consertar ou comprar um novo?
> Leve o PC no bolso sem precisar carregar o notebook

Desabilite qualquer acesso sem fio: no Brasil, ainda não existe qualquer companhia aérea que ofereça acesso à web via redes Wi-Fi durante o vôo. Por essa razão, nada justifica deixar esse tipo de acesso ligado durante um longo vôo internacional. Não precisamos nem falar do acesso Bluetooth: desligue-o também.

Reduza o brilho da tela: Felizmente, muitos notebooks trazem este recurso de fábrica. Ao desconectá-lo da tomada, a tela, automaticamente reduz seu brilho. Esta interface é uma das grandes devoradoras de energia do seu computador e isso fará com que a bateria dure mais. Além disso, a não ser que você queira incomodar seus vizinhos de poltrona, não há motivo aparente para você deixar o brilho da tela na regulagem máxima. E a baixa iluminação da cabine do avião proporciona um ambiente confortável para trabalhar com brilho de tela bem baixo.

Veja downloads, não DVDs: Além de trabalhar durante o vôo, a quem aprecie gastar essas horas vendo bons filmes (e nem sempre o que está em ‘cartaz’ no cinema do avião é seu filme predileto). Contudo, deixe os DVDs de lado e opte por assistir versões digitais de seus filmes, seja aqueles adquiridos por meio de serviços de venda online, que já os disponibilizam em formato digital, ou então versão digitalizadas do seu acervo. Use para isso ferramentas como o HandBrake, que ripam seus DVDs em arquivos no formato MPEG-4 que podem facilmente acondicionados em seu HD ou mesmo no iPod, outra grande opção se quiser deixar a bateria do notebook para tarefas mais importantes.

handbrake_350.jpg

Versão digital: em vez de assistir DVDs, prefira
versões digitais dos filmes

Desconecte dispositivos USB: uma das coisas mais fantásticas dos acessórios USB é que eles funcionam simplesmente plugando-os a uma porta USB no computador, desktop ou notebook, sem precisar carregar uma fonte de energia adicional. Isso porque a tecnologia permite que eles suguem a energia de que precisam para funcionar diretamente do PC. Por isso, evite usá-los quando o notebook estiver trabalhando apenas com a bateria.

Motor bate recorde mundial, superando 1 milhão de rpm

Redação do Site Inovação Tecnológica

Motor bate recorde mundial, superando 1 milhão de rpm
[Imagem: ETHZ]

Motores construídos industrialmente já alcançam velocidades de 250.000 rpm, depois de progressos recentes bastante acelerados. Agora, contudo, pesquisadores do Instituto Federal de Tecnologia da Suíça superaram de longe este recorde, construindo um motor que atinge 1.000.000 de rpm.

Para suportar a extrema força centrífuga gerada durante seu funcionamento, o minúsculo motor foi acondicionado no interior de uma carcaça de titânio e usou rolamentos de esferas otimizados para velocidades extremamente altas.

Motores de alta rotação

No futuro, motores elétricos de alta eficiência serão necessários para o processamento de materiais e para equiparem inúmeros mecanismos, como os compressores de automóveis e aviões. Essas aplicações exigirão motores capazes de atingirem altíssimas rotações e fornecer potências adequadas - o movo motor gera uma potência na saída de 100 watts.

A regra básica no projeto de motores elétricos é que, quanto maior a rotação, maiores são as perdas. Mas os pesquisadores suíços resolveram esse problema projetando um estator que apresenta um nível muito baixo de perdas.

As bobinas elétricas foram construídas com fios de cobre ultrafinos e inseridas em um compartimento de ferro especial, cuja composição não foi detalhada pelos pesquisadores, mas que eles afirmam ser de um tipo até hoje não utilizado em motores.

Módulo eletrônico de controle do motor

Outro elemento-chave para o estabelecimento do novo recorde de velocidade foi a construção do módulo eletrônico de controle do motor, projetado para lidar com altíssimas velocidades. "Nosso objetivo de quebrar a barreira de um milhão de rpm estava clara, mas o avanço somente foi possível graças a esta nova tecnologia," diz o engenheiro Christof Zwyssig.

O recorde anterior de velocidade de um motor elétrico pertencia à mesma equipe, com uma versão inicial do mesmo projeto, capaz de atingir 500.000 rpm - veja Motor ultra-rápido atinge 500.000 rpm.

Como fazer corretamente o PPP, o PPRA. Demonstração ambiental e o novo cálculo do SAT/FAP


Informações: (21) 2509-7030/2242-2278

 

Gigablog - O blog da redação de UOL Tecnologia

Mundo Web

OpenOffice 3.0 baixado 10 milhões de vezes em seu primeiro mês

OpenOffice 3.0 baixado 10 milhões de vezes em seu primeiro mês

Desde o último dia 13 de outubro, 10 milhões de usuários já baixaram o OpenOffice 3.0, suíte de escritório de código aberto.  De acordo com seu diretor de marketing, John McCreesh mesmo depois que essa marca foi batida o programa continua tendo entre 250 e 300 mil downloads diariamente.

OpenOffice 3.0 já está no ar

Suíte atinge 3 milhões de downloads em sua primeira semana

O que foi e o que não foi consertado na nova versão

Baixe o OpenOffice 3.0

Em entrevista à Linux Magazine, McCreesh completa: "acreditamos que teremos 40% de participação no mercado até 2010". [Linux Magazine]

O que você acha do OpenOffice 3.0? Comente!

Escrito por João Brunelli Moreno

Programa dos cursos que serão ministrados pela Smar

A Smar nos enviou a poucos instantes mais detalhes sobre os cursos que sua equipe técnica ministrará na Semana da Engenharia. Confira:

Evolução da Automação Industrial

 

- Conceitos em Controle Automático de Processos

 

- Fases de Desenvolvimento da Automação Industrial

 

- Introdução aos Protocolos Digitais: 4-20mA/HART, AS-I, PROFIBUS (DP/PA) e Foundation Fieldbus

 

- Demonstração de Aplicacão de um Laço de Controle utilizando o Controlador CD600 e o Transmissor de Pressão LD400

 

 

Protolos Digitais com Enfase em Foundation Fieldbus

 

- Apresentação Smar

 

- Atualidade & Tendências do Mercado de Automação Industrial

 

- Introdução aos Protocolos Digitais

 

- 4-20mA/HART

 

- Actuator Sensor Interface (AS-I)

 

- PROFIBUS (DP/PA)

 

- Foundation Fieldbus

 

- Aspectos de Instalações do Protocolo Foundation Fieldbus

 

- Demonstrações em Configuração e Operação de Redes Fieldbus com o SYSTEM302-7

Novidade importante !

O nosso site mais uma vez traz uma grande utilidade pra você. Agora, na barra lateral direita, próximo ao contador de visitas disponibilizamos a previsão do tempo oriunda do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos - CPTEC - que faz parte do Instituto de Pesquisas Espaciais - INPE.

É um dos centros com maior credibilidade e confiabilidade nas suas previsões ao redor do mundo. Esse centro é mantido pelo Governo federal através do Ministério da Ciência e Tecnologia.

Você verá diretamente informações básicas, tais como temperatura e previsão de sol ou chuva para os próximos 03 dias. No entanto, você também poderá clicar em cima da janela e automaticamente abrir-se-á a previsão do tempo mais detalhada, contando inclusive com a intensidade de radiação solar, tal como o exemplo abaixo.

Nesses tempos de instabilidade climática e proximidade com o verão, é muito importante sabermos as roupas adequadas e outros cuidados extras que podem ser tomados.

Aproveitem ! 

Atenção !

Todos os cursos da Semana da Engenharia de Automação agora serão realizados no Auditório Reginaldo Rangel, no CEFET Campos. Fique atento para o horário de ínicio.

Você poderá conferir a sua inscrição nos posts anteriores.

*Para os alunos e Professores da UNED Macaé haverá transmissão simultânea segundo a Coordenação Acadêmica do CEFET Campos. 

Diário do Nordeste

Cearenses ganham prêmio por robô

Clique para Ampliar

Estudantes agora vão competir na Olimpíada Mundial, na Áustria (Foto: J. Luís)

Os estudantes cearenses Marcos Arruda Mourão e Mateus Bezerra Bizarria, ambos de 15 anos, ganharam o primeiro lugar na II Olimpíada Brasileira de Robótica (ORB), realizada em Salvador, entre os dias 26 e 28 de outubro. O robô, que leva as iniciais dos criadores, MMs, levou o título brasileiro, vencendo oponentes, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

O concurso possuía três modalidades: a prática 1, a duatlon e a modalidade prática 2, de nível mais elevado, na qual os jovens cearenses ganharam o prêmio.

Os robôs precisavam ser programados, identificar e conhecer a área de luta, o oponente e detectar o fim da pista. Para a construção do MMs, foram necessários conhecimentos em Mecatrônica e Eletrônica. Além desses requisitos, os robôs construídos tinham que ser fortes para as lutar e ter uma boa velocidade.

A dupla passou por uma seleção dentro da própria escola, o Colégio Christus, onde venceram oito equipes. Agora, com a vitória nacional, os meninos integram a equipe brasileira de robótica que irá representar o Brasil no campeonato mundial, a Robocup, que será realizada na cidade de Graz, na Áustria.

Os grandes objetivos da OBR são despertar e estimular o interesse pela robótica, áreas afins e a ciência em geral, além de promover a difusão do conhecimentos básicos sobre robótica de forma lúdica e cooperativa. Dessa forma, a competição acaba por introduzir a robótica nas escolas de ensino médio e fundamental, proporcionando aos estudantes novos desafios e a busca dos centros de pesquisa de nível superior por novos talentos e vocações na área da robótica.

A OBR 2008 é organizada pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e conta com o apoio das comissões Organizadoras da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e da Olimpíada Brasileira de Informática (OBI).

 

Disciplina - A Trilha do Sucesso

 

Carlos Rosa

Diretor do Trilha do Sucesso, MBA em Gestão de Pessoas

 

Data: 27/11/08

Horário: das 18h30 às 20h

Local: Av. Rio Branco 133,sobreloja

 

-- VAGAS LIMITADAS --

 

Local:

Rua Buenos Aires, 40 - Centro

 

Informações:

Progredir (21) 2179-2087

www.crea-rj.org.br (progredir)

 

Inscrições gratuitas

www.crea-rj.org.br (progredir)

Semana da Engenharia

Confira os dados da sua inscrição

Palestra letra A até D

 

 

Palestra do Engenheiro da PETROBRAS Ney Robinson: “A criatividade e o talento Brasileiro vencendo desafios”

- Terça-feira dia 25 de Novembro

- 13h30 às 17h

- Auditório Cristina Bastos

 

 

Adriellen Lima de Souza

Agnaldo José Oliveira Silvestre  

Alan Castro Montin       

Alice Alvarenga 

Aline Freixo Teixeira     

Allan Ribeiro Velasco    

Álvaro Batista de Andrade         

Alyne Vieira da Silva     

Amanda Arêas de Souza           

Amanda Santos        

Ana Laura Lisbôa Siqueira         

Ana Paula da Silva Santana       

Anderson da Silva Costa

Anderson S. Martins

Anderson Viana   

André Barbosa Rodrigues          

André Barcelos   

André Leite Andrade     

Antônio Marcos Riscado Neto     

Arthur Barros Salvador  

Augusto Gonçalves Ribeiro        

Ayrton Chagas da Silva 

Bernardo Pichulate

Bruno de Oliveira Samel   

Bruno Lopes Dantas      

Bruno Macedo Morgado 

Caio Crespo Tardim      

Caio Fábio Bernardo Machado   

Caline Barradas de Souza         

Camila Fonseca Lins     

Carine de Fátima da Costa Pinto

Carlos Roberto Corrêa  Campos Júnior   

Caroline Cardoso Lacerda         

Caroline Pacheco

Christian Nabas Barreto

Cícero Vasconcelos Ferreira Lobo          

Cleber Thiago Costa Freitas      

Conrado Vieira Pessanha Gaia   

Cristiano Coelho Nunes 

Cristiano da Silva Oliveira          

Dammyão Alves Pereira Gonçalves         

Daniel Corrêa Manhães 

Daniel de Souza Miranda           

Danilo B. Lamin 

Danilo de Paula 

Davi Dominguez Ferreira        

David de Freitas Moreira           

Davson da Conceição Barbosa Filho       

Diego Basílio Araújo      

Diego Dantas Fiúza       

Diego de Sousa Paulo   

Diego Diogo da Silva

Diego Pessanha Gomes

Diogo Reis Siqueira       

Douglas Cordeiro Ferreira

Semana da Engenharia

Confira os dados da sua inscrição

Palestra letra E até I

 

 

Palestra do Engenheiro da PETROBRAS Ney Robinson: “A criatividade e o talento Brasileiro vencendo desafios”

- Terça-feira dia 25 de Novembro

- 13h30 às 17h

- Auditório Cristina Bastos

 

        

Édio Pereira Neto          

Eduardo da Costa Leão 

Eduardo Ferreira de Mendonça Thurler  

Eduardo Vivácqua Vieira           

Elias Barreto de Castro  

Érick Ferreira Alexandre      

Ettory Conrado Araújo Vizella Pinto        

Fabiano Nascimento Seixas       

Fábio Abi-Kair

Fábio Gomes Ferreira   

Fábio Vinícius Barradas de Souza          

Farlen Souza Grillo       

Felipe Carlos Gonçalves 

Felipe Lessa dos Santos

Felipe Matias Leite de Oliveira

Felipe Moreira Beck

Felipe Peixoto de Azevedo         

Felipe Ribeiro

Felipe Salomão de Sousa Vale   

Fernanda Campos de Araújo     

Fernanda Faria D'Oliveira      

Fernando Victor da Silveira Gandra        

Flávia Ribeiro Maciel     

Gabriel Grillo Costa       

Gabriel Pereira Costa

Gabriel Silva Eccard      

Gabriel Tavares de Sousa     

Geraldo Marcel Gomes Calil

Gilberto da Silva Lamoglia         

Gilmar Ferreira Fontes  

Gisele Guedes da Silva

Gisella da Silva Ribeiro  

Gláucio José Pereira da Silva     

Gracielle Batista Rangel Filandro        

Guilherme de Rocha Pereira      

Gustavo Anomal Gomes Barbosa

Gustavo Gomes Cozendey         

Gustavo Maciel Rabelo  

Gustavo Pereira de Araújo         

Heitor Monteiro Pereira da Silva       

Helga Giovanna Carvalho Fonseca Mendes de Jesus        

Hingrid Tavares Domingues       

Hugo Gomes da Silva    

Igor Ferreira Julião

Igor Gomes Barreto Tavares      

Igor Medeiros Moreira   

Ilana Pereira da Costa

Iuri Pinheiro do Couto   

Ivo Júnior Pessanha Nogueira

Semana da Engenharia

Confira os dados da sua inscrição

Palestra letra J até N

 

 

Palestra do Engenheiro da PETROBRAS Ney Robinson: “A criatividade e o talento Brasileiro vencendo desafios”

- Terça-feira dia 25 de Novembro

- 13h30 às 17h

- Auditório Cristina Bastos

 

 

Jackeline Soares da Silva          

Jefferson Ribeiro Coriolano

João Durval de Oliveira Alves Machado   

João Paulo Tranhaqui  

João Vitor Reis Bezerra 

Jonas Pirolo Marques  

Jorge Alves Martins Filho           

Julio F.G. de Lima      

Julio Oliveira Moreira    

Karine Barbosa Alves  

Karlus Deyvid Gomes Viana       

Karoline Alves de Azevedo         

Karolline Ferreira Pereira          

Láilly de Souza Miranda 

Laís Louvain Soares de Castro   

Lanna Raíssa Faria      

Larissa dos Santos Martins        

Leandro Augusto Barradas de Souza      

Leandro Brandão        

Leandro Ferreira Gonçalves       

Leandro Siqueira Glória 

Lédio de Carvalho Gonçalves Júnior        

Leonam Pecly da Silva   

Leonardo da Silva Andrade        

Leonardo das Dores Cardoso     

Leonardo Do Espírito Santo Francisco     

Lucas Barroso Salgado  

Lucas Freitas da Silva Alvarenga

Luciana Gicovate Paes   

Luciano Azelman de Faria         

Luciano do Carmo de Souza      

Lucimara Regina Moreira Peixoto           

Luiz Felipe Morais Martins         

Luiz Fernando Lucas Pissolato   

Luiz Paulo Barreto Carvalho       

Luiz Victor da Silva Azevedo      

Maicon da Mata Carvalho          

Marcela Lelis de Souza 

Marcelly Lopes Côrtes   

Marcelo Campanati     

Marcelo Lino dos Santos           

Márcio de Oliveira Pontes          

Marcio Paulo de Oliveira

Marcos Alan da Costa Silva       

Marcos Wanderlei Alves Carvalho          

Marcus Vinicius de Oliveira Couto         

Maria Ignês Campos Freitas      

Marlon Barreto Santos  

Mauricio da Silva Barcelos       

Michele da Silva Coelho 

Moisés Duarte Filho      

Murilo Verediano Júnior 

Nicholas Fernando Joviniano de Lima     

Nilo Antônio Queiroz de Carvalho Oliveira           

Nivaldo Júnior 

Nuno de Souza Dias

Semana da Engenharia

Confira os dados da sua inscrição

Palestra letra O até Y

 

 

Palestra do Engenheiro da PETROBRAS Ney Robinson: “A criatividade e o talento Brasileiro vencendo desafios”

- Terça-feira dia 25 de Novembro

- 13h30 às 17h

- Auditório Cristina Bastos

 

 

Osvaldo Júnior Dutra da Silva    

Pâmilla Barcelos da Cruz           

Patrick da Mota Maciel  

Patrick Júnior Teixeira Bastos    

Pedro Alves de Oliveira

Pedro Batista Fernandes

Pedro Guilherme Fernandes de Almeida          

Pedro Ivo Gonçalves Allevato   

Philipe Massad Bringhenti          

Plinio Rodrigues Freire 

Priscila da Silva Carvalho          

Priscila Nascimento Carvalho Silva         

Rafael da Cruz Anízio   

Rafael Reis de O. Andrade      

Rafael Silva Xavier        

Rafaela Izabel Díaz Lara

Raphael Ribeiro Silva  

Raquel Rangel Damiano

Rebeca Gonçalves Campos Carvalho      

Renan Macedo Gabriel 

Renato de Abreu Fernandes      

Ricardo de Oliveira       

Ricardo Petniúnas da Rocha Filho          

Riverton Gomes de Carvalho     

Rodrigo da Silva Marinho          

Rodrigo Gonçalves Allevato       

Roger Barreto Righo     

Rony Jhonn Lima Lopes 

Rubem Azevedo da Cruz Júnior  

Sabrine Gomes da Silva

Samantha Andrade Mafru  

Samantha Silva Gomes 

Samantha Silva Santos 

Sancler da Silva Antunes           

Sávio Barbosa Crespo   

Silas Amaro Barbosa Santos      

Taciano Rocha Caldas   

Tamires de Sousa Rangel         

Thaillon José Abraão Freitas Ferreira de Souza 

Thaís da Silva Ribeiro   

Thayane Guimarães Branco      

Thaynne Cunha Silva    

Thayse Brunet da Silva 

Thiago C. Barreto      

Thiago Campanati   

Thiago de Almeida Sipoli           

Thiago Emanuel Resende de Carbalho  

Thiago Pontes Ribeiro  

Thiago Schelles          

Thiago Vieira Baptista Moreira 

Tiago Henrique Medeiros Barbosa          

Tiago Junger de Souza  

Vanessa Cristina Carlos de Souza Ladeira          

Vanessa Keith Lopes da Silva     

Victor Carneiro Pani    

Victor Guedes Braga   

Victor Hugo Barreto Campello   

Vinícius de Paula Santos

Vinícius Pereira Rangel Pessanha           

Vinícius Weiner Martins Monteiro Coelho de Paiva           

Virgílio Pinheiro Reis     

Vitor Bastos Ribeiro      

Vitor Gomes Barbosa    

Vitor Hugo de Assis Bastos        

Viviane Palhares de Carvalho Gonçalves 

Wagner da Silva Crespo

Wanderson Rangel Alves          

Wanessa S. Duarte Miller     

William de Sousa Barreto          

Yuri Servedio

Semana da Engenharia

Confira os dados da sua inscrição

Curso 01

 

 

Curso de Controle de Processos Industriais

- Quarta-feira dia 26 de Novembro

- 08h30 às 12h

- Auditório Reginaldo Rangel

 

 

Adriellen Lima de Sousa

Alexandre Nogueira Neto           

Alice Alvarenga 

Aline Freixo Teixeira     

Álvaro Batista de Andrade         

Amanda Arêas de Souza           

Ana Laura Lisboa Siqueira         

André Leite Andrade     

Caio Crespo Jardim       

Caio Rangel Matias       

Carine de Fátima da Costa Pinto

Caroline Cardoso Lacerda         

Clair Ferreira da Silva de Oliveira          

Cristiano da Silva Oliveira          

Dammyão Alves Pereira Gonçalves         

David Barbosa Barbetto 

David de Freitas Moreira           

Éderson Gonçalves Dutra Cabral

Eduardo Ferreira de Mendonça Thurler  

Eduardo Vivácqua Vieira

Fábio Vinícius Barradas de Souza          

Felipe Nunes Radtke     

Fernanda Campos de Araújo     

Gabriel Grillo Costa       

Gláucio José Pereira da Silva     

Gustavo Anomal Gomes Barbosa

Gustavo Lucas de Oliveira Otoni 

Gustavo Pereira de Araújo         

Helga Giovanna Carvalho Fonseca Mendes de Jesus        

Hingrid Tavares Domingues       

Igor Medeiros Moreira   

Iuri Pinheiro do Couto   

João Vítor Reis Bezerra 

Julianas Chagas Ribeiro 

Karlus Deyvid Gomes Viana       

Laís Louvain Soares de Castro   

Larissa dos Santos Martins        

Leandro Augusto Barradas de Souza      

Leandro Ferreira Gonçalves       

Lédio de Carvalho Gonçalves Júnior        

Leonardo do Espírito Santo Francisco     

Lucas de Oliveira Otal   

Luciana Gicovate Paes   

Luciano Azelman de Faria         

Lucimara Regina Moreira Peixoto           

Maicon  da Mata Carvalho         

Maria Ignês Campos Freitas      

Moisés Duarte Filho      

Murilo Verediano Júnior 

Osvaldo Júnior Dutra da Silva    

Pâmilla Barcelos da Cruz           

Patrick da Mota Maciel  

Patrick Júnior Teixeira Bastos    

Paulo Augusto Monteiro da Costa           

Pedro Batista Fernandes

Philipe Massad Bringhenti          

Rafaela Izabel Diaz Lara

Raquel Rangel Damiano

Renato de Abreu Fernandes      

Ricardo de Oliveira       

Roni Jhonn Lima Lopes  

Rubem Azevedo da Cruz Júnior  

Sancler da Silva Antunes           

Sávio Barbosa Crespo   

Taciano Rocha Caldas   

Tamires de Sousa Rangel         

Thaís da Silva Ribeiro   

Vanessa Keith Lopes da Silva     

Vinícius de Paula Santos

Vinícius Weiner Martins Monteiro Coelho de Paiva           

William de Sousa Barreto

Semana da Engenharia

Confira os dados da sua inscrição

Curso 02

 

 

Curso de Controle de Processos Industriais

- Quarta-feira dia 26 de Novembro

- 13h30 às 17h

- Auditório Reginaldo Rangel

 

 

Adriellen Lima de Sousa

Alan Castro Montin       

Alice Alvarenga 

Alyne Vieira da Silva     

Ana Paula da Silva Santana       

Anderson da Silva Costa

André Leite Andrade     

Ântonio Marcos Riscado Neto     

Caline Barradas de Souza         

Carlos Roberto Corrêa Campos Júnior    

Conrado Vieira Pessanha Gaia   

Cristiano Coelho Nunes 

Cristiano Farias Coelho 

Daniel de Souza Miranda           

David Barboza Barbetto 

Davson da Conceição Barbosa Filho       

Dianeis Silva dos Santos           

Diego Pessanha Gomes 

Diogo Reis Siqueira       

Douglas Cordeiro Ferreira         

Édio Pereira Neto          

Eduardo Almeida Alves Neto      

Eduardo da Costa Leão 

Eduardo Vivácqua Vieira

Fernanda Campos de Araújo     

Flávia Ribeiro Maciel     

Gabriel Grillo Costa       

Gilmar Ferreira Fontes  

Gustavo Lucas de Oliveira Otoni 

Helga Giovanna Carvalho Fonseca Mendes de Jesus        

Igor Gomes Barreto Tavares      

Igor Moraes de Souza   

João Durval de Oliveira Alves Machado   

Jorge Alves Martins       

Julio Oliveira Moreira    

Karolline Ferreira Pereira          

Láilly de Souza Miranda 

Larissa dos Santos Martins        

Leandro Augusto Barradas de Souza      

Leonam Pecly da Silva   

Leonardo das Dores Cardoso     

Leonardo do Espírito Santo Francisco     

Lucas Barroso Salgado  

Luciano do Carmo de Souza      

Marcelly Lopes Côrtes   

Marcelo Lino dos Santos           

Marcos Alan da Costa Silva       

Marisol Camacho Gomes de Souza        

Marlon Barreto Santos  

Matheus de Melo Rizon 

Michelle da Silva Coelho

Moisés Duarte Filho      

Onofre Cabral de Souza

Pâmilla Barcelos da Cruz           

Philipe Massad Bringhenti          

Rafael Silva Xavier        

Ramon Machado Zapata

Ricardo Petniúnas da Rocha Filho          

Roberta Pessanha Alves

Sandra da Silva Ernandes         

Sávio Figueiredo da Silva          

Silas Amaro Barbosa Santos      

Taís da Silva Ribeiro     

Thamires Nunes           

Vanessa Cristina Carlos de Sousa Ladeira          

Vinícius Alves da Fonseca Aguera Nunes

Vinícius Weiner Martins Monteiro Coelho de Paiva           

Vitor Bastos Ribeiro      

Viviane Palhares de Carvalho Gonçalves 

Wellington Rodrigues de Freitas 

William de Sousa Barreto          

Yuri Servedio

Semana da Engenharia

Confira os dados da sua inscrição

Curso 03

 

 

Curso de Arquitetura Digital PlantWeb

- Quinta-feira dia 27 de Novembro

- 08h30 às 12h

- Auditório Reginaldo Rangel

 

 

Adriellen Lima de Sousa

Alan Castro Montin       

Alice Alvarenga 

Allan Ribeiro Velasco    

Ana Paula da Silva Santana       

Anderson da Silva Costa

André Leite Andrade     

Beatriz Peixoto Assed    

Bruno Santos Souza      

Cícero Vasconcelos Ferreira Lobo          

Conrado Vieira Pessanha Gaia   

Dammyão Alves Pereira Gonçalves         

Daniel Corrêa Manhães 

Danilo de Paula

Diego Dantas Fiuza       

Douglas Cordeiro Ferreira         

Ettory Conrado Araújo Vizella Pinto        

Farlen Souza Grillo       

Felipe Carlos Gonçalves 

Felipe Peixoto de Azevedo         

Fernanda Campos de Araújo     

Gabriel Grillo Costa       

Guilherme da Rocha Pereira      

Gustavo Gomes Gonzendey        

Helga Giovanna Carvalho Fonseca Mendes de Jesus        

Hingrid Tavares Domingues       

Hugo Gomes da Silva    

Igor Gomes Barreto Tavares      

Igor Medeiros Moreira   

Jackelyne Soares da Silva         

João Vitor Reis Bezerra 

Jorge Alves Martins       

Karoline Alves de Azeredo         

Karolline Ferreira Pereira          

Láilly de Souza Miranda 

Larissa dos Santos Martins        

Leandro Augusto Barradas de Souza      

Leandro Siqueira Glória 

Leonardo do Espírito Santo Francisco     

Luciano Azelman de Faria         

Luciano do Carmo de Souza      

Luiz Felipe Morais Martins         

Luiz Paulo Barreto Carvalho       

Luiz Victor da Silva Azeredo      

Márcio de Oliveira Pontes          

Márcio Paulo de Oliveira

Marcos Alan da Costa Silva       

Moisés Duarte Filho      

Nicholas Fernando Joviniano de Lima     

Pâmilla Barcelos da Cruz           

Patrick Júnior Teixeira Bastos    

Pedro Batista Fernandes

Philipe Massad Bringhenti          

Priscila da Silva Carvalho          

Priscila Nascimento Carvalho Silva         

Rafaela Isabel Diaz Lara

Rebeca Gonçalves Campos Carvalho      

Roberta Pessanha Alves

Rubem Azevedo da Cruz Júnior  

Sabrine Gomes da Silva

Samantha Silva Gomes 

Samantha Silva Santos 

Thaís da Silva Ribeiro   

Thaynne Cunha Silva    

Thiago de Almeida Sipoli           

Thiago Henrique Medeiros Barbosa        

Tiago Junger de Souza  

Valéria Rodrigues Valle 

Vinícius Weiner Martins Monteiro Coelho de Paiva           

Vitor Gomes Barbosa    

Vitor Hugo de Assis Bastos        

William de Sousa Barreto

Semana da Engenharia

Confira os dados da sua inscrição

Curso 04

 

 

Curso de Aplicação Básica da Tecnologia Wireless

- Quinta-feira dia 27 de Novembro

- 13h30 às 17h

- Auditório Reginaldo Rangel

 

 

Adriellen Lima de Sousa

Amanda Arêas de Souza

André Barbosa Rodrigues

André Leite Andrade

Ântonio Carlos Chagas Pinto

Arthur Barros Salvador

Augusto Gonçalves Ribeiro

Ayrton Chagas da Silva

Bruno Lopes Dantas

Bruno Machado da Silva Rangel

Camila Fonseca Lins

Cleber Thiago Costa Freitas

Cristiano da Silva Oliveira

Daniel Corrêa Manhães

Danilo de Paula

Diego Basílio Araújo

Diego Dantas Fiúza

Diego de Souza Paulo

Éderson Gonçalves Dutra Cabral

Elias Barreto de Castro

Ettory Conrado Araújo Vizella Pinto

Fabiano Nascimento Seixas

Fábio Gomes Ferreira

Felipe Carlos Gonçalves

Felipe Lessa dos Santos

Felipe Peixoto de Azevedo

Felipe Salomão de Sousa Vale

Fernanda Campos de Araújo

Fernando Victor da Silveira Gandra

Gabriel Silva Eccard

Gilberto da Silva Lamoglia

Gisella da Silva Ribeiro

Gláucio José Pereira da Silva

Guilherme da Rocha Pereira

Gustavo Maciel Rabelo

Gustavo Pereira de Araújo

Helga Giovanna C. F. Mendes de Jesus

Henrique Eduardo de Souza Pereira

Henrique Freitas de Castro

Hugo Gomes da Silva

Igor Moraes de Souza

Ivo Júnior Pessanha Nogueira

Larissa dos Santos Martins

Leandro Augusto Barradas de Souza

Leandro Ferreira Gonçalves

Leonardo da Silva Andrade

Leonardo das Dores Cardoso

Leonardo do Espírito Santo Francisco

Luiz Felipe Moraes Martins

Luiz Paulo Barreto Carvalho

Marcelly Lopes Cortês

Marcelo Lino dos Santos

Marcos Alan da Costa Silva

Marcos Wanderlei Alves Carvalho

Maria Ignês Campos Freitas

Marisol Camacho Gomes de Souza

Moisés Duarte Filho

Nilo Ântonio Queiroz de Carvalho Oliveira

Philipe Massad Bringhenti

Renato de Abreu Fernandes

Rodrigo da Silva Marinho

Roger Barreto Righo

Sabrine Gomes da Silva

Thamires Nunes

Thiago Henrique Medeiros Barbosa

Vanessa Cristina Carlos de Souza Ladeira

Vinícius Alves da Fonseca Aguera Nunes

Vinícius Pereira Rangel Pessanha

Vinícius Weiner Martins Monteiro Coelho de Paiva

Virgílio Pinheiro Reis

Viviane Palhares de Carvalho Gonçalves

Wagner da Silva Crespo

William de Sousa Barreto

CVM abre concurso

A Comissão de Valores Mobiliários - CVM está com as inscrições abertas para o Concurso Público para o provimento de cargos de nível médio e superior, totalizando 31 vagas.

O Concurso Público será realizado pela Fundação Universitária José Bonifácio - FUJB, por intermédio do Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro - NCE/UFRJ.

As inscrições serão efetuadas via internet por meio do endereço eletrônico, entre as 10h do dia 12 de novembro até as 23h59 do dia 27 de novembro de 2008, horário de Brasília.

Informações e inscrições www.nce.ufrj.br

Atenção: programação completa da Primeira Semana da Engenharia

 

Terça-feira dia 25 de Novembro

13h30 - Auditório Cristina Bastos

- Palestra do Engenheiro da PETROBRAS Ney Robinson

“A criatividade e o talento Brasileiro vencendo desafios”

- E a apresentação do robô ambiental Chico Mendes.

- Mesa redonda sobre pesquisas e iniciação científica

- Homenagens

 

 

Quarta-feira dia 26 de Novembro

08h30 - Auditório Reginaldo Rangel

- SMAR: Curso de Controle de Processos Industriais

13h30 - Auditório Reginaldo Rangel

- SMAR: Curso sobre aplicação da Tecnologia FieldBus em plantas de processo

 

 

Quinta-feira dia 27 de Novembro

08h30 - sala B129

- Emerson Process: Curso de Arquitetura Digital PlantWeb

13h30 - sala B129

- Emerson Process: Curso de Aplicações básicas da Tecnologia Wireless

 

 

*Pedimos aos participantes que sejam pontuais para que possamos ter excelência na organização do nosso evento !

 

*Lembramos que a Direção Acadêmica do CEFET Campos só emitirá os certificados para o participante que obtiver no mínimo 95% de presença durante os eventos.

Terra Tecnologia

Caminhão gigante ganha sua versão robô

Caterpillar Mining Truck pesa 700 toneladas e conta com ajuda de GPS e lasers para se movimentar

Os engenheiros que construíram o caminhão gigante Caterpillar Mining Truck uniram-se aos cientistas da computação da Carnegie Mellon University, em Pittsburg (EUA), para fazer uma versão autônoma do veículo. Ainda em fase de projeto, o objetivo da automação seria trazer mais segurança às operações de transporte em minas.

» Robô gigante pode ajudar em trabalhos de resgate
» Abóbora de Halloween tem rosto esculpido por robô
» "Pele eletrônica" dá tato a robôs

De acordo com a Discovery News, o motivo de as duas companhias transformarem o caminhão em robô é, além das já citadas melhorias na segurança (o ambiente de mineração é sempre perigoso para humanos), a redução de custos graças à eficiência e à produtividade, além do aumento de disponibilidade - robôs não ficam doentes e nem fazem greve. Cientistas da Carnegie Mellon calculam que, se o autômato funcionar 24 horas por dias, sete dias por semana, a produtividade pode ter um ganho de mais de cem por cento em relação ao que se tem hoje, com operários humanos trabalhando em turnos.

Entre os diversos gadgets que vão incorporar o caminhão robótico estão um GPS para monitorar e controlar a direção da máquina, lasers que varrem a estrada para identificar objetos grandes e um equipamento de vídeo que identificará se os objetos à frente são perigosos.

Todas as informações capturadas pelo sistema da versão robótica do carro, que consegue transportar até 240 toneladas de dentro das minas, serão repassadas a um software que dirá ao robô como proceder: se deve ir adiante, desviar de obstáculos ou parar. Tudo isso de forma precisa.

O software de controle do robô será adaptado a partir do projeto desenvolvido pela Carnegie Mellon para a DARPA Urban Challenge, uma competição que requer veículos equipados com sensores e sistema de inteligência artificial para andar em um meio urbano, com obstáculos. O software passará por algumas modificações para se adequar às minas.

Não é a primeira vez que um caminhão robótico de grande tonelagem é projetado. A japonesa Komatsu já fabrica e comercializa veículos parecidos há algum tempo. Entretanto, o modelo oriental é bem menor do que o americano Caterpillar Mining Truck - embora sua automação não tenha saído do papel.

Para Tony Stentz, professor na Carnegie Mellon que está envolvido com o projeto, daqui a dez anos a tecnologia será expandida para outros campos, além da mineração, e encontrará seu caminho entre os carros e caminhões dos consumidores.

Essa tecnologia, contudo, ainda precisa ser muito aperfeiçoada até que os motoristas possam confiar nela, de forma que os sistemas que promovem a autonomia dos veículos ainda não são suficientes, deixando o motorista no comando.

O robô, com seu gigantesco motor de 24 válvulas e 3.550 cavalos, empurra o caminhão a até 42 milhas por hora (cerca de 70 km/h). Além do seu próprio peso, de 700 toneladas, o motor tem ainda que carregar mais 240 toneladas de minério.

Um vídeo que mostra o Caterpillar Mining Truck original (isto é, sem a automação) pode ser visto pelo atalho tinyurl.com/5hbgzg.

Andador inteligente é opção eficiente e mais barata do que robôs

Redação do Site Inovação Tecnológica

Andador inteligente é opção eficiente e mais barata do que robôs
[Imagem: Universitat Politècnica de Catalunya]

Embora os robôs assistentes e os robôs enfermeiros já acenem no horizonte, muitos casos de reabilitação física podem ser resolvidos com uma abordagem mais simples, ainda que incorporando os mais modernos avanços da tecnologia.

Andador inteligente

Foi esta a idéia dos engenheiros Ulises Cortés e Antonio Martínez, da Universidade da Catalunha, na Espanha. Eles construíram um andador inteligente. O andador é um utensílio de apoio e sustentação muito utilizado em hospitais e no amparo ao caminhar de pessoas idosas.

Enquanto um andador tradicional nada mais é do que uma estrutura tubular de apoio, o i-Walker, que é nome de batismo do novo andador high-tech, pode "pensar por si mesmo," reagindo às condições do ambiente e comunicando-se com o usuário.

Movimentação de robô

O andador inteligente entende uma série de comandos de voz e pode ser ativado por instruções verbais pré-programadas - "leve-me até a cozinha", por exemplo. Para isso ele é dotado de rodas e todo o sistema de movimentação autônoma típica de um robô. O equipamento usa um acelerômetro para detectar possíveis quedas, corrigir itinerários e controlar as curvas e a frenagem.

Agentes inteligentes

O sistema de controle do i-Walker também não deixa nada a dever aos mais avançados robôs. Ele é baseado na chamada tecnologias de sistemas multiagentes inteligentes - agentes são programas de computador capazes de observar e interagir com o seu ambiente de forma independente e proativa.

Graças à sua constituição baseada em inteligência artificial, esse tipo de programa é capaz de aprender à medida que interage com o ambiente e se comunica com o usuário. Com isto, o andador inteligente adapta-se às exigências específicas do seu usuário, o que o ajuda a se antecipar às suas eventuais necessidades.

Reabilitação na fisioterapia

O i-Walker também poderá ser usado para reabilitação e como ferramenta auxiliar da fisioterapia, ajudando na recuperação e no reforço das capacidades motoras de indivíduos acidentados ou que foram submetidos a cirurgias.

O "cérebro" do andador inteligente permite que o médico dose parâmetros que devem ser acompanhados na recuperação do paciente, como a quantidade de esforço a ser feito e a distância a ser percorrida. O próprio i-Walker calcula e grava a quantidade de calorias gastas pelo usuário.

O sistema por enquanto está na fase de protótipo e ainda não há previsão de sua disponibilização comercial.

 

Uenf abre 25 vagas em concursos para professor titular e professor associado

A Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf) abre 23 vagas em concursos públicos para professor distribuídos entre os quatro Centros da Universidade. São 18 vagas para professor associado e cinco para professor titular. O edital foi publicado em 10/10/08, e as inscrições estão abertas até 07/01/09 (90 dias corridos contados da data da publicação, inclusive), e devem ser feitas pessoalmente ou por procuração no Protocolo da Reitoria da Uenf, em Campos (RJ).

Em outro edital, publicado em 24/10/08, são abertas mais duas vagas para professor associado.

De acordo com o Plano de Cargos e Vencimentos da Uenf, instituído através da Lei Estadual 4.800/2006, os salários do professor titular variam de R$ 7.072,00 a R$ 8.972,00, conforme o enquadramento de cada profissional na tabela. Para professor associado, a remuneração varia de R$ 5.497,00 a R$ 7.017,00.

O regime é estatutário, e os todas as categorias de servidores que ingressam na Uenf fazem jus a triênios (10% de acréscimo no primeiro período de três anos e 5% a cada novo período, com teto de 60%). O pessoal da Uenf também faz jus a auxílio-alimentação (atualmente R$ 168,00) e, quando for o caso, auxílio-creche (atualmente R$ 150,00 por filho de até seis anos). A jornada é de 40 horas semanais, com dedicação exclusiva.

O Protocolo da Reitoria da Uenf fica na Av. Alberto Lamego, nº 2.000, Parque Califórnia, Campos dos Goytacazes/RJ, tel. (22) 2726-1512. O atendimento é de segunda a sexta, das 14h às 17h.

Para consultar os editais de 10/10/08 (23 vagas), clique aqui.

Para consultar o edital de 24/10/08, clique aqui.

Veja também:

- Plano de Cargos e Vencimentos da Uenf

Download aqui!

Pessoas infelizes passam mais tempo assistindo à TV, indica pesquisa

Pessoas infelizes passam mais tempo na frente da televisão, segundo estudo da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos. Avaliando, por 30 anos, cerca de 30 mil adultos, os pesquisadores descobriram que as pessoas mais felizes eram mais socialmente ativas, prestavam mais serviços religiosos, votavam com mais freqüência e liam mais jornais. Em contraste, as infelizes relatavam mais tempo livre indesejável (51%, contra 19% das “muito felizes”) e assistiam 20% mais TV no tempo livre, independentemente de escolaridade, renda e estado civil. Esses dados, confrontados com estudos anteriores que indicam que a televisão é bem classificada como passatempo quando as pessoas estão assistindo, indicam que “a TV pode oferecer aos telespectadores um prazer de curto prazo, mas às custas de um mal-estar de longo-prazo”. Porém, ainda não está claro se a felicidade leva as pessoas a ver menos TV, ou se o tempo em frente à TV leva à infelicidade.

Xi, deletei o que não devia. E agora?

JOÃO BRUNELLI MORENO
Para o UOL Tecnologia
 

NAVEGUE PELO TEMA

Arte/UOL

Clique nos links para navegar pela matéria

RECUPERE OS ARQUIVOS DO HD

 

HD: PASSO A PASSO PARA RECUPERAR

 

PENDRIVES E HDs EXTERNOS A SALVO

 

PENDRIVE: PASSOS PARA RECUPERAR

 

CÂMERA: TUTORIAL RECUPERA FOTOS

 

TRAGA FOTOGRAFIAS DE VOLTA

 
Acidentes acontecem. Levante a mão quem nunca apagou algum arquivo importante por engano ou perdeu os dados do HD. Por mais desagradável que isso seja, o lado bom é que não há motivos para se desesperar.
 
Antes de ficar preocupado (ou chamar o técnico), é bom saber que existem programas específicos para recuperar desde simples arquivos até partições excluídas por engano. O segredo é ter espaço para backup, um pouco de paciência e um bom software de recuperação de dados.

Vale também saber como as informações são armazenadas em um disco rígido ou pendrive. Em todo sistema de armazenamento existe um índice que indica onde todas as informações estão fisicamente localizadas. Quando um arquivo é excluído, seu registro é apagado desse índice, mas ele continua no disco até ser sobrescrito por uma nova informação, sempre que necessário.

O que os programas de recuperação de dados fazem é varrer o HD à procura de dados "perdidos" nos espaços considerados vazios pelo índice. Portanto, a primeira coisa a se fazer nesse caso é tentar evitar ao máximo adicionar mais informações onde estão os dados perdidos.

Existem programas gratuitos que provavelmente vão resolver a maior parte de seus problemas.

O Partition Find & Mount, por exemplo, é um freeware que recupera partições excluídas de discos formatados por acidente. Logo depois de aberto, o programa identifica os discos presentes em sua máquina.
 

Reprodução
A interface do Partition Find & Mount é simples e sem muitos botões

Para começar a reparação, selecione o disco excluído e dê um duplo clique. Em seguida, aparecerá uma janela com três opções: a Intellectual Scan e Normal —que verifica todo o disco— e Thorough Scan, mais lenta, que confere cada um de seus setores. Seguindo a recomendação do programa, selecione a opção Intellectual Scan.

Reprodução
É só selecionar a letra da unidade e clicar em "Mount"

Assim que a opção for selecionada, a partição excluída será identificada. Então, clique na opção "Mount" e selecione uma letra para identificar a unidade que o disco será aberto no Windows Explorer.

Apesar de não permitir que dados do HD sejam gravados ou apagados, o programa permite acessar arquivos para fazer backup. O disco continua disponível, mesmo que o programa seja fechado, mas se o computador for desligado, todos os passos devem ser realizados novamente.

O processo de achar e montar um HD de 250 GB durou menos do que cinco minutos.

Outras opções para recuperação

Outra opção para recuperar dados é o Undelete Plus. O programa varre o computador em busca de arquivos excluídos por engano. Assim que é aberto, o software pede ao usuário que selecione o disco em que está o arquivo que se deseja recuperar.

Ao lado do nome de cada arquivo, é possível ver qual é seu estado (ruim, bom, muito bom, por exemplo). O processo de verificação de um HD de 80 GB demorou cerca de 15 minutos.

Reprodução
A interface do Undelete Plus tem mais botões que a do Partition Find & Mount, mas também é simples de usar

A interface do Undelete Plus tem mais botões que a do Partition Find & Mount, mas também é simples de usar.

Depois que a pesquisa é concluída, os arquivos são classificados por tipo, e podem ser filtrados por tamanho, extensão e data da última modificação. Os arquivos podem ser filtrados por tipo e tamanho.

Reprodução
Os arquivos podem ser filtrados por tipo e

Para se recuperar os arquivos, basta selecioná-los e clicar em "Start Undelete".

Há razões para a Microsoft temer o Linux?

A Microsoft desenvolveu o Windows 7 mais simples para matar o crescimento do Linux nos netbooks. Será que isso vai dar resultado?
 
Computerworld/EUA
 
A Microsoft criou o Windows 7 mais leve para que ele rodasse em netbooks. Como evidência disso, destaco Jerry Shen, o CEO ASUS, declarando que pretende lançar uma versão do Eee PC com Windows 7 em meados de 2009.

E, também, que a taxa de devolução de netbooks com Linux nos Estados Unidos é pelo menos quatro vezes maior do que os subnotebooks com XP para a fabricante MSI.

Esses são alguns dos motivos que o Linux deveria termer a Microsoft; mas o contrário é verdadeiro também.

A Microsoft definiu como prioridade deixar o Windows 7 mais leve para controlar o crescimento impressionante de Linux em netbooks.

Uma reportagem na Bloomberg aponta que os principais fabricantes de netbooks, a

Acer e a Asus (que possuem juntas 90% do mercado) estão usando Linux software em 30% das suas máquinas. Se comparado com os computadores pessoais, em que a Microsoft detém cerca de 90% do mercado, o número é bastante relevante.

Dados do Citigroup indicam que, em 2008, os netbooks serão responsáveis por um terço do crescimento do mercado de PCs. As vendas dos netbooks vão crescer 60% ao ano, bem mais do que o 18% de alta do setor de notebooks segundo relatório enviado em setembro pela BNP Paribas SA.

A preocupação da Microsoft está além dos 30% netbook com Linux. A empresa está inquieta com o fato das pessoas se acostumarem a usar Linux no netbook e, em pouco tempo, comprarem Linux para os outros PCs. Esta foi a explicação de Dickie Chang, analista da IDC em Taiwan, na reportagem.

Isto é uma ameaça real à Microsoft. A movimentação vai dar aos usuários uma possibilidade de ver e testar algo novo, mostrando que existe uma alternativa. O netbook com Linux é tão ameaçador para a empresa quanto a inexistência de sistema operacional no cloud computing.

Está claro que a Microsoft não vê netbook com Linux como apenas um nicho, mas uma ameaça ao negócio de desktop também.

Este é o porquê quando o Windows 7 for lançado, a Microsoft vai colcoar todas as suas energias para forçar o Windows 7 em netbooks. E isso vai além da publicidade. Haverá descontos para netbooks com Windows 7, ofertas com hardware especiais e mais. Todo esse dinheiro vai ter um efeito no futuro: a participação do Linux em netbooks vai cair ao mesmo tempo em que a do Windows vai aumentar.

Resposta aos leitores

"Bom dia!!!
Sou aluno da Universo e fiquei interessado em participar do evento.Quais são os passos a serem seguidos?E que horas vai acontecer?
abraços"
 
Daniel Certorio

Caro Daniel,

O CEFET Campos e a ISA Seção Campos (Sociedade Internacional de Automação) estão realizando a primeira Semana da Engenharia, como é de seu conhecimento. Mas em virtude da experiência de realização de um evento inédito, a comissão organizadora, decidiu apenas inscrever os alunos e Professores das instituições que já possuem parceria institucional, CEFET e UENF, para o melhor controle, organização e consequentemente melhor qualidade.

Já começamos o planejamento da Segunda Semana, que será realizada em 2009. Aí sim, pretendemos abrir o evento para alunos, Professores e profissionais independentemente do vínculo.

Agradecemos muito o seu interesse e pedimos que continue entrando em contato conosco sempre que desejar !

4 estratégias "cínicas" para manter o emprego em tempos de recessão

Autor de bestseller norte-americano dá dicas simples para ficar empregado. Será que você concorda com elas?
 
Redação da CIO/EUA
 
Conversei com Stephen Viscusi, autor de um novo livro chamado "Bulletproof Your Job: 4 Simple Strategies to Ride Out the Rough Times and Come Out on Top at Work". Viscusi é recrutador de executivos na cidade de Nova York e seu aconselhamento sobre carreira foi divulgado em toda a mídia, do New York Times ao New York Daily News.

Viscusi oferece uma receita clara para quem tem medo de perder o emprego durante a atual instabilidade econômica nos Estados Unidos. Ele orienta os funcionários a tomarem quatro medidas para garantir que não serão dispensados quando seus empregadores decidirem fazer uma demissão:

1. Ser humano. A coisa mais importante que os funcionários podem fazer para não serem despedidos é permitir que seus chefes os conheçam no nível pessoal, diz Viscusi. É vital desenvolver uma ligação estreita com o chefe porque fica mais difícil ele deixar você ir embora. É fácil para um chefe se livrar dos funcionários dos quais não gosta, mas complicado dizer adeus às pessoas com as quais ele realmente aprecia trabalhar.

Viscusi também recomenda contar ao chefe detalhes da sua vida pessoal que vão humanizar você ou despertar a compaixão dele. Se sua mulher ou seu marido perdeu o emprego recentemente, por exemplo, Viscusi sugere que você conte ao gerente. O mesmo conselho vale para problemas de saúde de um membro da família. 

Pessoalmente, acho arriscada esta estratégia de sobrecarregar o chefe com seus infortúnios pessoais, mas Viscusi argumenta que na época de recessão é importante apelar para tudo, até mesmo despertar piedade. A idéia é que o gerente tem dificuldade para demitir funcionários que ele conhece bem e aprecia ou que estão passando por dificuldades pessoais, diz Viscusi.

2. Ser visível. Certifique-se de que sua organização e seu chefe estão bem informados sobre você, sobre seu trabalho e seu valor para a companhia. De acordo com Viscusi, se o chefe não conhece você, é indiferente ou não tem certeza da contribuição que você pode dar, você será um alvo de demissão bem mais fácil quando ele for encarregado de cortar funcionários. Viscusi recomenda aos funcionários várias maneiras de aumentar a visibilidade, tais como promover o trabalho que realizam, vestir-se de maneira mais elegante e profissional do que os colegas de trabalho e chegar antes do chefe e sair depois dele, nem que com uma diferença de apenas 10 minutos.

3. Ser fácil. Cortes compulsórios de pessoal dão aos gerentes a oportunidade de se livrar de funcionários por quem não nutrem simpatia pessoal ou que são difíceis de lidar. Estes funcionários trabalham arduamente e bem, mas às vezes se mostram resmungões, queixosos e fofoqueiros, falando mal dos colegas pelas costas.

“Os chefes são conhecidos por manterem os funcionários dos quais gostam em detrimento daqueles que desgostam, mesmo que estes últimos sejam mais qualificados”, alega Viscusi.

Portanto, se você é uma pessoa fácil de conviver no trabalho e dialogar, tem uma boa chance de se esquivar de uma bala. 
4. Ser útil. Ir além das suas responsabilidades normais, seja assumindo trabalho extra ou orientando um funcionário recém-contratado, ajuda a demonstrar seu valor. 

O que você acha do conselho de Viscusi?

Quanto mais penso no assunto, mais discordo de alguns pontos. Concordo que, se você não quiser ser demitido, tem que ir muito além de suas obrigações e ser uma pessoa de fácil convivência. Também concordo que ter um bom relacionamento com o chefe ajuda muito a manter seu cargo em segurança. Mas você não pode fabricar esta “química” com seu gerente.

Ou você tem ou não tem. Se tiver, provavelmente desenvolveu-a muito antes da estabilidade no emprego estar em questão. Da mesma forma, ou você é uma pessoa tranqüila por natureza ou é uma pessoa complexa.

Também acho má idéia contar ao chefe histórias emocionantes sobre sua vida pessoal com o objetivo de proteger o emprego. Dizem que tempos desesperados exigem medidas desesperadas, mas esta recomendação me parece manipuladora.

Na verdade, creio que a maioria dos gerentes não se sentiria bem ao ser colocado nesta posição. Não me interprete mal: entendo a necessidade de mencionar problemas familiares para o chefe quando eles acontecem. No ano passado minha mãe ficou dois meses de cama por causa de problemas na coluna. Sem dúvida, contei ao meu chefe. Mas não falei para angariar pena ou compaixão. Simplesmente quis explicar por que às vezes me ausentava do trabalho. 

A recomendação que mais me incomoda é chegar no trabalho antes do chefe e sair depois dele, dando a impressão de que você está engajado e trabalhando além da hora. É um conselho muito cínico. Viscusi deve pensar que os gerentes são idiotas. Espero que os gerentes não se deixem enganar por estas táticas ardilosas e desonestas. 

A orientação de fazer o chefe pensar que você está trabalhando pesado e além da hora quando na verdade não está é um desserviço aos profissionais honestos e trabalhadores. É um indicativo de falta total de fé nas pessoas e no funcionamento do mundo dos negócios. Implica que trabalhar duro não importa, basta a ilusão de fazê-lo; que o intelecto, o trabalho ético e o caráter de um funcionário não importam.

Tudo que importa para sobreviver no emprego é aparência e percepção, fumaça e espelhos. Sou uma das pessoas mais pessimistas do mundo, mas nem mesmo eu quero acreditar nisso. 
Você acredita que precisa ser manipulador e fraudulento para sobreviver na economia atual? Me diga o que pensa.

São Paulo terá nova faculdade de tecnologia em 2009

Bandtec oferecerá formação técnica nas áreas de análise e desenvolvimento de sistemas, banco de dados e redes de computadores em cursos de 2,5 anos de duração.
 
Tatiane Seoane, repórter do Computerworld
 
O Colégio Bandeirantes de São Paulo vai abrir uma faculdade de tecnologia da informação. A BandTec (Faculdade de Tecnologia Bandeirantes) contará com cursos técnicos de análise e desenvolvimento de sistemas, banco de dados e redes de computadores com duração de 2 anos e meio.

O programa está aguardando a autorização ser publicada no Diário Oficial para começar a matricular os interessados.

Sérgio Américo Boggio, diretor de tecnologia da instituição e um dos responsáveis pelo projeto, garante que a faculdade está pronta para começar seu primeiro ano letivo já 2009.

“Nosso foco é atingir as classes B e C, que são aqueles que precisam trabalhar e estudar ao mesmo tempo”, explica Boggio. Para isso, as aulas ocorrerão somente em horário noturno e a mensalidade estará em torno de 600 reais.

A idéia é utilizar a infra-estrutura do próprio colégio que conta com 12 laboratórios de informática, bibliotecas com notebooks e banda larga.

Os interessados devem possuir o segundo grau completo. O processo seletivo acontecerá por meio de análise das notas do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). Caso o aluno não tenha obtido a média do exame, ele terá de passar por um vestibular próprio da faculdade.

Para Boggio, a carência de mão-de-obra qualificada neste setor se deve principalmente à formação de bacharel. “O aluno freqüenta durante um longo tempo a faculdade agregando apenas conhecimento teórico e científico. O mercado precisa de profissionais técnicos”, enfatiza.

É hoje !

O último dia para as inscrições da Semana da Engenharia do CEFET Campos, com a organização da primeira turma de Engenharia de Automação e da ISA Campos.

Relembrando as informações:

    

 

  

      

 

 

 

Ela vai acontecer nos dias 25, 26 e 27 de Novembro e é uma organização da primeira turma do curso e da ISA Campos.

 

As duas maiores empresas que atuam no Brasil no ramo de Automação estarão presentes ministrando cursos para alunos e professores, além de uma palestra específica sobre robótica cujo palestrante é o maior especialista da área no CENPES - Centro de Pesquisas da PETROBRAS.

 

A programação está a seguir:

 

Terça-feira dia 25

- Evento de abertura com a palestra do Engenheiro da PETROBRAS Ney Robinson: “A criatividade e o talento Brasileiro vencendo desafios” e a apresentação do robô ambiental Chico Mendes.

 

Quarta-feira dia 26

- SMAR: Curso de Controle de Processos Industriais

- SMAR: Curso sobre aplicação da Tecnologia FieldBus em plantas de processo

 

Quinta-feira dia 27

- Emerson Process: Curso de Arquitetura Digital PlantWeb

- Emerson Process: Curso de Aplicações básicas da Tecnologia Wireless

 

Para fazer a sua inscrição:

- Do evento de abertura: com o Graduando Moisés, do 7º período

- Dos cursos: com o representante de cada turma da Engenharia

 

Todo evento é gratuito.

 

Dúvidas: engenhariadeautomacao@uol.com.br

Robô britânico imita expressões faciais com precisão

Jules ajuda a criar interação mais convincente com humanos.
Ele identifica expressões das pessoas, para então reagir adequadamente.

Do G1, em São Paulo

Foto: Divulgação

Jules tem 34 motores para imitar expressões de humanos. (Foto: Divulgação )

Pesquisadores britânicos apresentaram um robô capaz de imitar com precisão dez expressões faciais dos humanos -- entre elas alegria, tristeza e preocupação. Segundo o jornal “Telegraph”, esse projeto ajudará na criação de uma nova geração de humanóides, capazes de interagir de maneira convincente com as pessoas.

Jules, o robô expressivo, é resultado de um trabalho de três anos e meio desenvolvido no Laboratório de Robótica de Bristol (BRL), ligado à Universidade de Bristol. Um vídeo no site de projeto mostra o humanóide em ação.


Os olhos da máquina são câmeras que identificam as expressões faciais das pessoas com quem interage. Esses dados são convertidos em instruções, para que a máquina use seus 34 motores faciais e reaja adequadamente às expressões humanas – se alguém der uma bronca em Jules, por exemplo, ele se ressentirá. A “pele” elástica e flexível é feita de uma substância chamada Flubber.

Peter Jaeckel, especialista em emoção artificial, empatia artificial e humanóides do BRL, disse ao “Telegraph” que o projeto será útil para tornar a interação entre máquinas e humanos mais natural. “A aparência e o comportamento dos robôs precisam ser melhorados, para atender às expectativas nas experiências sociais. Sem isso, os humanos se sentem desconfortáveis.” 

 

Foto: Divulgação

Olhos do robô funcionam como câmera. Ela capta as expressões humanas para o robô reagir adequadamente, criando uma interação natural. (Foto: Divulgação )

 

Banda larga pela rede elétrica chegará a São Paulo em 2009

Por Vinicius Cherobino, editor assistente do Computerworld

São Paulo - AES Telecom não competirá diretamente no mercado. Oferta de PLC será feita para os atuais provedores de acesso do Estado.

Conforme adiantado pelo Computerworld em setembro deste ano, a AES Telecom vai oferecer banda larga pela rede elétrica em São Paulo já em 2009.

O modelo de atuação será híbrido. Usando a rede de dois mil quilômetros de fibra ótica na cidade de São Paulo, a AES vai adicionar banda larga pela rede elétrica (PLC ou BPL) apenas na última milha, ou seja, abaixo da rede de média tensão.

A AES Telecom deixou claro que não pretende atuar diretamente oferecendo banda larga pela rede elétrica para os usuários e empresas. Segundo Teresa Vernaglia, diretora geral da subsidiária de telecom, a AES Telecom não tem interesse em concorrer com as operadoras. “Não vamos competir com nossos clientes”, garantiu.

A oferta comercial de banda larga pela rede elétrica está pendente pela falta de definições da Anatel. Teresa Vernaglia estima que este vácuo regulatório será resolvido a tempo de o PLC chegar aos clientes no primeiro trimestre de 2009.

Velocidade e preço
Em relação à velocidade, a empresa garantiu que o acesso real por prédio fica em 80 Mbps, que será dividido entre os clientes naquele determinado edifício. Os valores, contudo, variam conforme o projeto e os clientes.

Segundo Teresa Vernaglia, a velocidade que pode ser oferecida hoje via rede elétrica é equivalente às outras formas de acesso. “Um diferencial é que o BPL mantém a mesma taxa de download e upload. Isso com a vantagem de não precisar passar novo cabeamento”, disse.

Sem revelar o preço final para os usuários, a executiva garantiu que o preço da PLC será “equivalente” aos das ofertas de ADSL ou cabo, mas não divulgou números.

Teresa Vernaglia garantiu que a AES Telecom não trabalha com exclusividade de fornecedores de equipamentos, como modens, para o PLC. Segundo ela, a possibilidade da fabricação nacional dos equipamentos aumenta as possibilidades de sucesso da tecnologia.

 

A PETROBRAS realizará concurso !

 

Para preenchimento de vagas e para formação de cadastro em cargos de nível superior e de nível médio.

 

Remuneração

- Nível superior: Salário Básico de R$ 3.556,14 com garantia de remuneração mínima de R$ 4.798,64.

- Nível médio: Salário Básico de R$ 1.496,23 com garantia de remuneração mínima de R$ 2.019,01.

 

Inscrições

- R$ 53,00 para os cargos de nível superior.

- R$ 36,00 para os cargos de nível médio.

 

Será admitida a inscrição exclusivamente via Internet solicitada no período entre 10 horas do dia 19 de novembro de 2008 e 23 horas e 59 minutos do dia 26 de novembro de 2008, observado o horário oficial de Brasília/DF.

 

http://www.cespe.unb.br/concursos/PETROBRAS2008/

 

Vagas

- Nível superior: 178.

- Nível médio: 30.

 

 

 


 

O amadurecimento de uma instituição de ensino no centenário

Cibele Daher

No início da primavera de 1909, a então Escola de Aprendizes Artífices, assim denominada porque tinha como missão a formação para o trabalho, destinada aos filhos de trabalhadores, os desfavorecidos da fortuna, seria sediada na capital do estado, como todas as demais 18 Escolas. Excepcionalmente, a do Estado do Rio de Janeiro foi instalada em Campos, graças ao empenho e à decisão de um campista ilustre, então Presidente do Brasil, Nilo Peçanha.

A primavera de 2008 também encontra o Cefet Campos renovado, pelo reconhecimento do trabalho árduo de professores e servidores técnico administrativos, na conquista do respeito e da credibilidade do Ensino Superior de graduação e de pós-graduação. Assim é considerado o melhor Centro Universitário do Estado do Rio de Janeiro, em avaliação realizada pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas “Anísio Teixeira”) que avaliou outros 134 Centros em todo o Brasil. No mesmo período inaugura a sua Cooperação Internacional com Angola e EEUU, além de cada vez mais fortalecer suas parcerias com a Petrobras e empresas parceiras, renovando a confiança na qualidade do trabalho de formação desenvolvido.

Chegar ao atual patamar de Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Fluminense (IFF) alarga os seus horizontes não somente porque sua atuação abrangerá uma área geográfica maior, passando a ter além dos “campi” tradicionais em Campos dos Goytacazes e Macaé, mais cinco, sendo: dois em Campos, (Guarus e a Unidade de Pesquisa e Extensão Agro-Ambiental –UPEA), Itaperuna, Cabo Frio e Bom Jesus do Itabapoana (com a recente opção do Colégio Técnico-Agrícola “Ildefonso Bastos Borges” de integrar-se ao IFF), e dois Núcleos Avançados, Quissamã e São João da Barra, mas, sobretudo, porque o Instituto Federal Fluminense tem em sua concepção educacional um enorme desafio: aliar a qualidade e a excelência do ensino público e a comunicação efetiva com a sociedade, características comprovadas da rede federal de educação profissional e tecnológica, aos princípios que deverão aprofundar a sua atuação — o forte compromisso com a inclusão social e o desenvolvimento local e regional.

Como acelerar a internet discada

Adriano Camargo
 
Embora a banda larga tenha avançado bastante no Brasil nos últimos anos, muitos usuários ainda navegam na web pela linha discada por dois motivos: a conexão rápida não chegou a todas as regiões do país e porque muitos não conseguem arcar com os custos da internet veloz.

Além de encarecer a conta telefônica, a lentidão apresentada pelo chamado acesso dial up é o principal problema enfrentado pelas pessoas que ainda dependem deste tipo de conexão. No entanto, há algumas medidas que podem amenizar o problema da baixa velocidade, ainda que elas se mostrem um tanto quanto limitadas. Assim como, por exemplo, um carro que precisa das “condições ideais” para alcançar sua velocidade máxima, o mesmo se aplica às conexões discadas.

Veja a seguir algumas dicas de como melhorar a sua navegação:

1. Qual é o tipo da sua linha telefônica?
A velocidade máxima usada na maioria dos modems de conexão discada pode chegar a 56kbps. No entanto, para atingir esta taxa de transferência de dados, é necessário que o sinal, que conecta seu PC com os servidores do provedor, esteja muito limpo. Mas as linhas telefônicas – em muitas regiões do Brasil - não estão à altura da tarefa.

Caso você note que a velocidade de sua conexão esteja demasiadamente lenta - se você ouvir ruídos durante uma conversa comum – vale pedir para a companhia telefônica verificar a conexão e os fios que vão até a sua casa.

2. Verifique a fiação interna
Uma boa fiação exerce grande influência na qualidade da sua conexão. Verifique os fios da caixa de telefone da sua casa até o computador. As péssimas condições podem influenciar no desempenho da linha telefônica, incluindo aí quedas da conexão e redução de velocidade. Caso você não entenda muito deste assunto, aconselhamos a consulta a um especialista para dar aquela olhadinha no “emaranhado”.

3. Teste diferentes números do provedor
Tente discar um número de acesso diferente para seu provedor. A maioria deles oferece mais de uma opção para uma determinada região, e algumas linhas podem ficar sobrecarregadas, limitando a sua velocidade.

Certifique-se também de que a taxa de transmissão do número discado é compatível com a velocidade do seu modem. Algumas cidades mais distantes podem oferecer tecnologias distintas em suas conexões. Portanto, verifique junto ao suporte técnico do seu provedor se ele utiliza o máximo oferecido pela linha telefônica.

4. Otimize o modem
Você pode conectar-se mais rápido instruindo seu modem a não executar tarefas desnecessárias, já pré-programadas pelo fabricante. Consulte o suporte técnico de seu provedor de internet. Ele poderá ajudá-lo a verificar as configurações para ajuste.

5. Qual o seu tipo de modem?
A maioria dos modems pertence ao padrão winmodem de uso interno ou externo. Mas há também os modelos intitulados hardmodem, que são instalados dentro do PC e são muito parecidos com os convencionais. Porém, funciona de forma mais independente do computador. Ele possui memórias e um processador próprios em sua placa de circuitos.

Por causa do preço acessível, muitos internautas usam o winmodem, também conhecido como softmodem. Ao contrário do hardmodem este modelo não possui memórias e processador próprios. Assim esses recursos são acessados do computador, diminuindo a capacidade de processamento da máquina e também a velocidade da conexão.

6. Programas aceleradores de conexão
Há controvérsia sobre a eficiência destes programas, muito procurados pelos usuários para tentar acelerar a conexão discada. Eles se baseiam na compressão de dados pra aumentar o desempenho da navegação e, ao mesmo tempo, guardam um “cache” das páginas mais visitadas, para carregá-las mais rapidamente.

Esta opção tem seus prós e contras: ela realmente acelera um pouco a abertura das páginas mais visitadas, tornando a navegação mais agradável, mas nem sempre atualiza os sites acessados por completo. Só funciona para a navegação, sem auxiliar no acesso ao seu e-mail ou no carregamento de outros programas, como comunicadores instantâneos e redes P2P.

A compressão nos arquivos pode também reduzir a qualidade das imagens das páginas, o que nem sempre pode agradar. Caso seu interesse seja acelerar seus downloads, é melhor usar um gerenciador para baixar conteúdos, que divide os arquivos em várias partes para descarregá-los simultaneamente.

7. Utilize um discador
Segundo as operadoras, uma das melhores formas de acelerar a conexão é utilizar um discador. Quase todas oferecem algum tipo de discador, que nada mais é que um gerenciador de conexão com a internet. Segundo, as prestadoras de serviços, a vantagem desses programas é a facilidade com que se conectam com o provedor, acelerando a conexão e monitorando a sua linha.

8 - Faça as contas para ver se vale a pena contratar um serviço de banda larga
Se ainda assim, você continuar insatisfeito com a sua velocidade de conexão, avalie as opções de banda larga, caso este serviço esteja disponível na sua região.

Faça as contas dos seus gastos com dial up e veja se vale a pena navegar na web por esse sistema. Atualmente, as operadoras de telefonia e cabo oferecem pacotes básicos de internet veloz a partir de R$ 50. Isto sem a mensalidade do provedor, cuja contratação ainda está sendo questionada na Justiça. Mas no caso das operadoras de TV por assinatura, não há necessidade de ter esse serviço.

Some quanto você gasta atualmente com provedor e com telefone, já que o dial up, segura sua linha. É importante verificar também para que você precisa da internet e quanto tempo utiliza. É com base nessas informações que você decidirá que modelo cabe no seu bolso.

Telas de LCD avançam com processo 3-D de nanoimageamento

Redação do Site Inovação Tecnológica

Telas de LCD avançam com processo 3-D de nanoimageamento
[Imagem: Charles Rosenblatt]

Pesquisadores desenvolveram uma técnica óptica de geração de imagens 3D em cristais líquidos com uma resolução volumétrica mil vezes menor do que as tecnologias utilizadas nas telas planas atuais.

Geração de imagens em LCD

Na prática, a indústria poderá agora contar com uma tecnologia que, quando escalada para o ambiente industrial, permitirá a construção de telas LCD com resoluções muito superiores à atual, criando pixels menores e mais precisos, graças a um melhor entendimento do seu funcionamento em escala molecular.

Em termos científicos, a pesquisa trouxe explicações detalhadas dos fenômenos em nível molecular que acontecem na geração das imagens pelos chamados fluidos anisotrópicos - como o cristal líquido - que até hoje eram largamente baseadas em inferências a partir de experimentos macroscópicos.

Cristais líquidos

As moléculas desses fluidos anisotrópicos - cristais líquidos, polímeros ordenados, geles e emulsões - podem ser orientados por campos elétricos ou magnéticos para controlar as propriedades de polarização da luz. É assim que a imagem é gerada nas telas LCD. Só que, até agora, o conhecimento desse funcionamento em nível molecular era ainda muito limitado.

A equipe do Dr. Charles Rosenblatt, da Universidade Case Western Reserve, nos Estados Unidos, descobriu como manipular as estruturas de coleta de imagens do interior do cristal líquido com precisão de décimos de nanômetros, o que gera uma imagem de sua estrutura molecular com nuances e detalhes muito mais precisos.

A técnica atual para estudo da geração de imagem em cristais líquidos é chamada de microscopia óptica de rastreamento de campo. Os pesquisadores melhoraram esta técnica coletando a luz em diversas alturas no interior do substrato, criando um sistema que eles batizaram de nanotomografia óptica polarizada, um sistema para mapeamento tridimensional do fluido anisotrópico.

FastDriver

Volkswagen cria robô chamado Giga

 

Votação do nome do mascote foi feita no Salão de SP

 

 

A Volkswagen parece ter ficado com inveja do sucesso feito pelo Asimo, robô humanóide da Honda, e resolveu criar seu mascote. A imagem já havia sido divulgada, mas o nome foi votado durante o Salão do Automóvel de São Paulo. Agora, está definido seu nome: Giga, que teve 46% da preferência.

 

Participaram do concurso mais de 36 000 internautas e visitantes do estande da Volkswagen na exposição. Rosenei Roberto Dellazari, de Xanxerê (SC), foi o autor do nome do robô e receberá como prêmio um novo Gol 1.0.

 

Os outros dois nomes que ficaram entre os finalistas foram Waguinho e Happy. Para estes internautas, o prêmio será um iPod Touch. A escolha dos três finalistas foi feita por um júri multidisciplinar formado por professores, redatores, psicólogos e também pelo presidente da Volkswagen do Brasil, Thomas Schmall. O vencedor foi eleito pelo público.

Quebrado sistema de criptografia da Internet do futuro

Redação do Site Inovação Tecnológica

Quebrado sistema de criptografia da Internet do futuro
[Imagem: TUe]
 

Pesquisadores holandeses quebraram o sistema de criptografia McEliece, considerado até agora como o sistema de segurança do futuro, que deveria proteger os dados dos computadores quânticos, máquinas futurísticas que deverão fazer os computadores atuais se parecerem com ábacos manuais.

O ataque utilizou uma rede de computadores interconectados ao redor do mundo. A professora Tanja Lange, da Universidade de Tecnologia Eindhoven, em conjunto com Christiane Peters e Daniel Bernstein, descobriu como acelerar os ataques ao sistema de criptografia McEliece.

Quebra da criptografia McEliece

Os pesquisadores escreveram um programa que é capaz de decifrar uma mensagem criptografada pelo sistema McEliece em uma semana, utilizando um cluster de 200 computadores de alta velocidade.

Segundo os pesquisadores, a quebra não invalida o sistema de criptografia, que pode ser escalado para utilizar chaves maiores de forma a evitar este tipo de ataque. Essa alternativa mantém o McEliece como um candidato para a criptografia quântica.

Criptografia RSA

Atualmente os sistemas de segurança de bancos e governos utilizam o sistema RSA. As chaves de criptografia originalmente pensadas para uso pelo RSA hoje podem ser quebradas em apenas 3 semanas em um PC comum. Contudo, a utilização de chaves maiores conseguiu elevar seu nível de segurança, o que permitirá seu uso ainda por muito tempo.

Contudo, como se espera que os computadores quânticos sejam infinitamente mais rápidos do que os computadores eletrônicos atuais, novos sistemas de criptografia deverão ser desenvolvidos, já que um computador quântico poderia quebrar o atuais sistemas em questão de horas.

 

Salários: especialista em Web 2.0 é valorizado em 2009, diz pesquisa

Por Evelin Ribeiro, especial para o IDG Now!
 
São Paulo - Crise financeira não interfere em vagas ou no salário dos profissionais de tecnologia no Brasil, afirma especialista da Robert Half.

A atual crise financeira mundial não deve interferir nas vagas e no salário dos profissionais de Tecnologia da Informação no próximo ano, afirma Robert Andrade, analista da empresa de recrutamento especializado Robert Half, que divulgou recentemente sua primeira pesquisa salarial de profissionais de TI realizada no Brasil.

Com base em entrevistas com centenas de profissionais do setor, em diversos Estados brasileiros, Andrade aponta como grande tendência de valorização os cargos de desenvolvimento e programação em web 2.0. "Assim como houve grande demanda nos Estados Unidos, a Web 2.0 vai se popularizar muito no Brasil também. A tendência é que o salário desses profissionais aumente junto à procura", apontou.

Confira abaixo alguns dos salários destacados da pesquisa da Robert Half. Os números são uma média do que ganham os profissionais que atuam de três a cinco anos no mesmo cargo, em regime CLT, e podem variar conforme a região. São consideradas pequenas e médias empresas aquelas que faturam até 500 milhões de reais anuais.

TABELA_salarios_2008-2009.gif

O especialista em recrutamento destaca também os profissionais especializados em sistemas integrados (SAP), cujo salário continua aumentando mesmo após mais de dez anos de existência da ferramenta.

Apesar de afirmar que um profissional de tecnologia norte-americano ganha mais do que um brasileiro, Andrade lembra que o profissional atualizado e, principalmente, com inglês fluente, consegue 'alavancar' seu salário. "Os melhores profissionais conseguem atingir e ultrapassar a média. O mercado de TI ainda está aquecido e a previsão de crescimento ainda continua positiva".

UNIPAC Lafaiete sai na frente na área de tecnologia


Clique aqui para voltar a página inicial

Foto: Divulgação-Unipac

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Há onze anos formando profissionais na área de tecnologia, especialmente computação e informática, a UNIPAC Lafaiete sai à frente com os seus cursos específicos. Entre as treze graduações oferecidas estão as de Engenharia de Controle e Automação, lançada no primeiro semestre deste ano, e as de Engenharia da Computação e Sistemas de Informação, com profissionais formados e atuando até no exterior.

Os graduados em ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO desenvolvem e implantam sistemas computadorizados completos, incluindo a infra-estrutura, o hardware e o software necessários. Eles também planejam sistemas de comunicação de computadores, através de cabos, fibra ótica ou comunicação sem fio, desenvolve programas para automação comercial, administrativa e industrial. Esses profissionais podem, ainda, atuar como analistas de sistemas, especificando, projetando e desenvolvendo softwares diversos. Outro setor de atuação é em projetos de hardware para sistemas embarcados, especificando e programando microcontroladores.

De acordo com o coordenador do curso, Sérgio de Oliveira, o curso da UNIPAC Lafaiete tem ênfase em Telecomunicações. “O profissional dessa área encontra um campo de trabalho muito amplo na indústria, no comércio e no setor de serviços. Na indústria ele atuará no desenvolvimento de software, infra-estrutura de redes, programação de controladores digitais e sistemas supervisórios. Pode trabalhar também como gerente de redes de computadores e telecomunicações, projetando e mantendo a infra-estrutura de comunicação de dados”, explica, destacando que a demanda por esse profissional existe nas mais diversas áreas. Ao final do curso, o formando recebe o título de Engenheiro da Computação, devendo se registrar no Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA) para exercer a profissão.

O curso foi implantado na UNIPAC em 2002. Mais de uma centena de profissionais já se formou em Engenharia da Computação e está atuando em diversas áreas. Alguns atuam na área de Automação Industrial, outros como analistas de sistemas ou, ainda, como administradores de redes ou projetistas de plantas de automação. O curso abre muitas possibilidades para os engenheiros formados, que são disputados pelas empresas. O curso tem duração de 5 anos, com 10 períodos, em conformidade com as exigências do MEC.

Também tem grande procura o curso de SISTEMAS DE INFORMAÇÃO da UNIPAC Lafaiete, formando profissionais aptos para diferentes níveis - desenvolvimento de sistemas, infra-estrutura de tecnologia da informação (TI) e gestão. A denominação do profissional varia de acordo com sua área de atuação. São muitas as suas denominações: analistas de sistemas, engenheiros de software, engenheiros de sistemas, programadores, administradores de redes de computadores e comunicação de dados, administradores de bancos de dados (DBA) e gerentes de projetos de software e sistemas (PMI).

“Oferecemos a oportunidade para que o aluno seja um profissional preparado para o mercado dinâmico de Tecnologia da Informação. Proporcionamos um conteúdo voltado para fundamentos e ferramentas de programação de computadores (C/C++, C#, Java, Delphi, VB.NET, entre outras), engenharia de software, banco de dados, redes de computadores, hardware, gerência de projetos (PMI), administração de sistemas, processos e dinâmica contábil e administrativa de empresas”, explica o coordenador do curso, Paulo Lima.

A qualidade do curso de Sistemas de Informação da UNIPAC Lafaiete é comprovada pela pontuação obtida pelos alunos concluintes no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). Dentre os 282 cursos avaliados, o da UNIPAC Lafaiete ficou em sexto lugar em Minas e em 23º em todo o país. “Das sete turmas que se graduaram, nossos ex-alunos têm se destacado no mercado da região (Gerdau, Vale, PSV Sistemas etc), em outros estados e até no exterior. Tem, ainda, os ex-alunos que continuam seus estudos em programas de mestrado e doutorado em instituições, como o Cefet-MG e Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais de São Paulo”, complementou. O curso de bacharelado em Sistemas de Informação, avaliado com conceito A, tem seu diploma reconhecido em todo território nacional. A duração do curso é de quatro anos.

Um dos últimos cursos lançados na UNIPAC Lafaiete é o de ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO, voltada ao controle automático de processos industriais. Ela utiliza elementos de comunicação com o mundo real, como sensores e atuadores, sistemas computadorizados de controle e sistemas de supervisão para controle humano. “A engenharia de controle se baseia na modelagem matemática de sistemas de diversas naturezas, analisando o seu comportamento dinâmico. A partir de então, propõe-se um sistema capaz de realizar o serviço de forma automática”, explica o coordenador do curso, Sérgio de Oliveira.

A Engenharia de Controle e Automação da UNIPAC é um curso transdisciplinar, envolvendo conceitos da Mecânica, Eletrônica, Computação e Ciências dos Materiais. O engenheiro de controle e automação é capaz de especificar, implementar, implantar e gerenciar plantas industriais automatizadas, concebendo todos os equipamentos e suas ligações nos diversos níveis, desde o chão de fábrica até os níveis gerenciais. Sua profissão é regulamentada e registrada pelo sistema CREA/CONFEA. Por isso, ao se formarem, os egressos devem se registrar no CREA para exercer sua profissão.

“O curso é novo e atende a uma nova demanda de profissionais. São poucos os cursos de Controle e Automação no país e os poucos profissionais formados são muito disputados. Atualmente, ninguém fica sem emprego. O perfil industrial da nossa região traz excelentes oportunidades para os profissionais dessa área. As novas plantas industriais já nascem automatizadas e são necessários muitos profissionais para projetar, implantar e manter essas plantas”, acrescenta Sérgio Oliveira. O curso tem duração de 5 anos, com 10 períodos, em conformidade com as exigências do MEC.

Não perca tempo! Se você quer fazer um destes cursos, inscreva-se no Vestibular da UNIPAC Lafaiete. As inscrições começam dia 3/11 e podem ser feitas no site da instituição (www.unipaclafaiete.edu.br) até dia 25 de novembro. Na secretaria dos campi Gigante e Centro, as inscrições serão feitas até o dia 28. A taxa de inscrição é de R$ 20; quem apresentar comprovante de inscrição de outra instituição será isento da taxa. As provas serão realizadas no dia 30 de novembro, das 13h às 17h, no campus Gigante.

Jornal Estado@tual

Jornal Estado@tual

Jornal Estado@tual

Jornal Estado@tual

Você sabe se ainda há tinta em seu cartucho “vazio”?

Jeff Bertolucci, da PC World/EUA

Testamos impressoras até que elas acusassem falta de tinta nos cartuchos – e vimos que alguns deles ainda continham 40% do conteúdo intactos.

cartucho_150

Talvez você já tenha passado por isso. Sua impressora diz que é hora de trocar o cartucho, mas você ignora a mensagem e continua a imprimir. Alguns dias ou semanas depois, e você ainda está usando o mesmo cartucho e acha que esse aviso da impressora foi um pouco precipitado.

Ou, pior, sua impressora simplesmente se recusa a trabalhar enquanto você não trocar o cartucho, apesar de você suspeitar que ainda há muita tinta sobrando.

PC World decidiu realizar alguns testes em laboratório sobre essa polêmica. E os resultados confirmam aquilo de que você pode suspeitar: diversos cartuchos – tanto originais dos fabricantes quanto de marcas terceirizadas – deixam uma quantidade considerável de tinta sem uso no momento em que se dizem ‘vazios’.

Leia também:
> Vai comprar uma impressora? Dicas sobre laser e jato de tinta
> Galeria: preço de impressora laser já não assusta tanto
> Menos da metade dos cartuchos de tinta são reciclados
> Como comprar uma multifuncional sem errar

Na verdade, PC World constatou que algumas impressoras a jato de tinta obrigam que os usuários troquem a tinta preta quanto ainda está perto da metade!

Panorama
Testamos impressoras multifuncionais de quatro grandes fabricantes: Canon, Epson, Hewlett-Packard (HP) e Kodak. Os resultados de PC World Test Center mostram que os modelos da Canon e Kodak alegam cartuchos vazios quando em alguns casos ainda havia cerca de 40% de tinta sobrando.

cartucho_180b

A quantidade de tinta não utilizada variou de 8% em um cartucho original Epson até impressionantes 45% em um cartucho terceirizado para impressora Canon. Após dar o alerta de pouca tinta, essas impressoras não permitiram seguir trabalhando até que instalássemos  um novo cartucho.

As nossas impressoras de teste deixaram mais tinta não utilizada quando utilizamos cartuchos terceirizados do que nos casos de refil do próprio fabricante.

Quando usamos cartuchos do marca da impressora, o periférico mostrou por diversas vezes o aviso de pouca tinta antes de parar definitivamente de imprimir. Nossa impressora HP, a Photosmart C5280, foi a única que continuou a imprimir mesmo depois de exibir vários avisos, e tais alertas apareceram somente quando usamos cartuchos HP. Quando usamos tinta da LD Products, a impressora não mostrou simplesmente nenhum aviso de baixo nível de tinta.

Por que tanta tinta desperdiçada?
Existem várias razões para que um cartucho não seja usado em sua totalidade, dizem alguns especialistas. “Várias tintas, se secarem, podem causar danos significativos à impressora”, diz Brian Hilton, chefe de engenharia do Rochester Institute of Technology, que possui 29 patentes de jato de tinta. “Deve-se sempre deixar um ‘tampão’ no cartucho, para que a impressora nunca seque”.

cartucho_180

Outros dizem que a quantidade de tinta restante geralmente é de apenas alguns mililitros (ml). "As impressoras vêm se tornando mais eficientes”, diz Andy Lippman, analista de impressão da Lyra Research. “Antigamente, você podia ter 40 ml em um cartucho de tinta preta. Hoje, você imprime a mesma quantidade de folhas com 7 ou 8 ml”.

Outras pessoas, no entanto – tanto jornalistas quanto pesquisadores independentes – relatam experiências bem distintas com cartuchos. A julgar por esses testemunhos, os donos de impressora provavelmente estão desperdiçando muita tinta usável.

E isso é um belo problema se você pensar que se trata de algo extremamente caro. Um cartucho de tinta preta com 8 ml do líquido custa cerca de 25 reais, o que significa um valor de R$ 3,125 por ml (ou absurdos 3.125 reais por litro!).

Ouro líquido?
Se você fosse comprar um galão (cerca de 3,78 litros) do material que sua impressora usa, pagaria cerca de 11.875 reais. Para se ter uma noção do que isso significa, a gasolina custa por volta de 9 reais o galão (neste momento) enquanto um galão do caviar Beluga (imaginado em forma líquida) custaria quase 40 mil reais – incrivelmente menos de quatro vezes mais caro do que nossa boa e velha tinta preta.

“Acho que os consumidores estão sendo extorquidos” diz Steve Pociask, presidente do Instituto de Consumo dos EUA. “Em alguns casos, achamos que o preço da impressora pode dignificar apenas 1/8 do custo total de impressão”.

Fator produtividade
Algumas fabricantes alegam que os consumidores devem atentar para a produtividade em número de páginas com um só cartucho, em vez de focar na quantidade tinta deixada no acessório que deve ser trocado. “Essa é a maneira mais confiável de se compreender a vida útil de um cartucho”, diz Lippman, da Lyra Research.

Porém, as estimativas de produtividade em páginas dos fabricantes nem sempre coincidem com a realidade, como nós descobrimos em outro teste de PC World.

Usando diferentes marcas de cartuchos e impressoras, descobrimos que o cartucho preto da HP foi além das expectativas (810 impressões contra 660 projetadas), enquanto as produções de Epson e Kodak não atingiram o prometido. A Epson imprimiu 209 páginas das 335 estimadas; e a Kodak gerou 480 impressões contra uma projeção de 540.

Conselho de Delegados da ISA aprova mudança do nome da sociedade

O Conselho de Delegados da ISA, reunidos em Houston em 13 de outubro, aprovou por maioria absoluta o novo nome da sociedade que passou de The Instrumentation, Systems, and Automation Society para International Society of Automation (Sociedade Internacional de Automação). Vale lembrar que o Conselho de Delegados controla as políticas da ISA e os membros são representados por um delegado por Seção geográfica.

A decisão baseou-se no fato de que a ISA não engloba apenas instrumentos e sistemas. Embora admita que estes sejam partes importantes de qualquer esquema de automação para a operação de plantas, o Conselho de Delegados entendeu que hoje o setor vai muito mais longe.

 

Distrito 4 altera estatuto e elege Presidente para 2011/2012

Aproveitando a oportunidade do 13º. Seminário Técnico e Exposição de Instrumentação, Sistemas e Automação em Curitiba, a ISA Distrito 4 realizou, dia 25 de setembro, nas instalações da Expo Unimed na capital paranaense, uma assembléia geral extraordinária para, dentre outros assuntos, deliberar sobre a aprovação do novo estatuto da sociedade, a ratificação da eleição do DVP para a gestão 2011/2012 e também do Conselho Financeiro, Nominator e Alternate Nominator para a gestão 2009/2010.

A assembléia foi prestigiada pela presença de cerca de 30 líderes das Seções da América do Sul, que aprovaram por unanimidade o novo estatuto, agora adequado ao novo Código Civil brasileiro, ao Manual de Operações (MOP) da ISA e, ainda, ao modelo de governança da Lei Brasileira das Sociedades Anônimas. Em seguida, foi realizada a reunião do Conselho Distrital que, com o novo estatuto, além de suas atribuições originais, também se tornou um dos principais órgãos de governança da entidade. Este, aliás, foi um dos aspectos mais importantes do novo estatuto, quais sejam as mudanças na governança da entidade, com base na lei e nas melhores práticas em empresas de capital aberto. Conforme explicou o DVP do Distrito 4, Marcus Coester, a partir de agora, a administração do Distrito deve formalmente prestar contas ao Conselho Financeiro e ao Conselho Distrital, este último representando os associados, por meio das Seções regionais.

Igualmente por unanimidade, os representantes das Seções com direito a voto elegeram o atual Diretor Secretário e de Publicações do Distrito 4, José Jorge de Albuquerque Ramos, para presidir a entidade na gestão 2011/2012. Também foram eleitos, para a gestão 2009/2010 – que terá José Otávio Mattiazzo como Presidente – Marcus Coester para Diretor Nominator e Stéfano Angioletti para Diretor Alternate Nominator. Ainda para os dois próximos anos foram eleitos os representantes do Conselho Financeiro, a ser composto por: Julio Palominos (Seção Chile), Presidente; Nilson Rana (Seção Vale do Paraíba) e Túlio de Carvalho Muller (Seção Rio Grande do Sul), além dos Suplentes Maurício Silva (Seção Espírito Santo), Mário Nascimento (Seção Curitiba) e Oscar Aguilar (Seção Equador).

Cientistas dão o primeiro passo para a 'espionagem cerebral'

Cérebro ouvinte registra "assinatura" da identidade de quem fala. Num sistema paralelo, interpreta o que esse orador está dizendo.

Isis Nóbile Diniz Do G1, em São Paulo

Ao ouvir alguém, regiões azuis do cérebro
                identificam o falante; área vermelha interpreta conteúdo
                da fala. (Foto: Divulgação/Science)

Ao ouvir alguém, regiões azuis do cérebro identificam o falante; área vermelha interpreta conteúdo da fala. (Foto: Divulgação/Science)

Em várias brincadeiras infantis, como a chamada cabra-cega, mesmo com os olhos fechados a criança sabe quem está falando e o que a pessoa diz. Mas descobrir o que se fala e quem discorre, a partir apenas da análise da atividade cerebral, era uma incógnita para os cientistas. Em busca de uma resposta o pesquisador Elia Formisano, da Universidade de Maastricht, na Holanda, e sua equipe descobriram como o cérebro consegue realizar essa proeza. O estudo foi publicado na edição desta semana da revista “Science”.

A partir dos dados e das imagens da ressonância magnética, os pesquisadores descobriram que o córtex auditivo, localizado atrás da orelha -- no lobo temporal --, é a parte do cérebro que descobre quem está dizendo e o que essa pessoa fala. E constataram que os circuitos cerebrais responsáveis por identificar as vogais faladas e os oradores não são necessariamente as mesmas. A mente utiliza maior atividade cerebral para entender os sons do que reconhecer as pessoas.

A equipe de Formisano também notou que existem outras partes do cérebro responsáveis por essa função. Elas se dão nos locais de processamento neuronais mais sofisticados, como as áreas do entendimento e da razão. E percebeu que certos padrões se repetem e podem ser identificados, dependendendo de quem está falando e o que está sendo dito.

“Como impressões digitais, o traço neural de uma palavra não muda dependendo de quem fala. O traço neural do falante não muda dependendo do que ele diz”, afirma o cientista ao G1. Dessa maneira, a pesquisa mostra que é possível construir um “sistema de reconhecimento vocal” com base nas medições dos sinais do cérebro de um ouvinte.

Para verificar como seria possível realizar esse “grampo cerebral” -- uma alusão biológica à escuta telefônica --, sete voluntários fizeram ressonância magnética cerebral funcional -- aquela que observa a atividade do cérebro -- enquanto ouviram três pessoas diferentes pronunciarem as vogais “a”, “i” e “u”. Assim, o grupo de cientistas observou quais partes do cérebro eram ativadas. Em seguida fez uma análise das imagens obtidas utilizando um algoritmo -- fórmula matemática freqüentemente usada em computação -- criado por eles. Com isso, conseguiram identificar os padrões associadas a cada uma das vogais ou a cada um dos falantes. 

A próxima etapa dos pesquisadores será a tentativa de reproduzir resultados semelhantes em situações mais complexas e realistas. “No atual experimento, as vozes e as pessoas falando foram apresentadas de forma isolada”, explica. “No entanto, na vida real, estamos rodeados por muitos sons que são sobrepostos uns aos outros”, completa. Como o nosso cérebro trabalha tão bem para separá-los e como esse órgão tem a noção de que som é mais relevante ainda um mistério. “Pense em uma conversa em uma estação ferroviária que é perturbada pela chegada de um trem ruidoso. Como você pode ainda reconhecer o que seu amigo está dizendo?”, reflete Formisano. 

Aplicações para valer

À primeira vista, o estudo parece mais uma curiosidade do que qualquer outra coisa. Afinal, ouvir e reconhecer o que e quem fala são tarefas cotidianas. As pessoas que não possuem problemas neurológicos ou alguma doença relacionada à audição conseguem executar a tarefa. Porém, nos casos de derrame cerebral, esclerose múltipla ou lesões causadas por doenças, o estudo ajudará a descobrir que área do cérebro foi afetada.

“Esse conhecimento pode ser relevante para a engenharia criar dispositivos mais eficientes de reconhecimento automático de voz e fala ou aparelhos auditivos com um desempenho melhor do que os atualmente existentes, problemáticos especialmente em ambientes ruidosos”, explica o pesquisador. E, quem sabe no futuro, o estudo servirá como base para corrigir esses problemas usando a robótica ou as células-tronco.

Também, daqui muitos anos, será possível grampear cerebralmente suspeitos de crimes graças à descoberta? Benito Damasceno, professor de neurologia e neuropsicologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), acredita que isso é inviável. “Descobrir o que as pessoas ouvem e quem fala com elas por meio da atividade cerebral seria uma maravilha para as polícias mundiais”, diz.

Já o pesquisador holandês é mais otimista: “Em princípio, será possível descobrir a identidade e fala pelo cérebro do ouvinte, apesar de que precisamos trabalhar muito mais para isso”. 

Dificuldades em estudar o cérebro

Damasceno explica que, hoje em dia, é impossível descobrir o conteúdo das frases que uma pessoa ouve a partir da sua atividade cerebral. “Nós podemos supor sobre o que a pessoa fala, mas não o pensamento”, diz. De forma geral, em todas as pessoas, do lado esquerdo do órgão se processam os fonemas. E do lado direito, o som de maneira geral, como o canto dos pássaros.

Estudar o cérebro -- e fazer mais descobertas -- é complexo. Segundo o neurologista, as principais dificuldades se dão porque é inviável separar registros da fala de outras emoções e lembranças que possam estar associadas a ela. Ao reconhecer a voz de alguém, independente do que é dito, o cérebro “liga” determinadas áreas. “Além disso, as atividades cerebrais podem variar de acordo com cada pessoa. O cérebro de um analfabeto pode reproduzir ‘caminhos’ de atividades ou ligações diferentes de alguém mais culto, por exemplo.”

Nanobalança pesa átomos individuais

Redação do Site Inovação Tecnológica
Nanobalança pesa átomos individuais
Imagem da nanobalança feita por um microscópio eletrônico. Entre os dois eletrodos de ouro é possível ver o nanotubo de carbono.[Imagem: B. Lassagne et al.]

Cientistas espanhóis criaram uma balança capaz de pesar um átomo individual. A sua abordagem se mostrou tão promissora que eles afirmam ser possível atingir num futuro próximo uma precisão suficiente para pesar a massa de um único núcleo atômico.

Medindo vibrações

O principal elemento da nanobalança é um nanotubo de carbono de um nanômetro de diâmetro, com as duas extremidades presas a eletrodos. Quando submetido a uma corrente elétrica, o nanotubo vibra, transformando-se num ressonador eletromecânico.

Quando os átomos são disparados em direção ao ressonador, eles grudam no nanotubo. Isto altera a massa do ressonador, alterando a freqüência de vibração do nanotubo. Monitorando com extrema precisão a freqüência da vibração do nanotubo, os cientistas são capazes de quantificar com precisão a massa dos átomos.

Rumo ao infinitesimal

A temperatura ambiente, a nanobalança tem uma resolução de 25 zeptogramas - um zeptograma equivale a 10-21 gramas. Nessa escala, até mesmo a nanotecnologia parece lidar com dimensões gigantescas - abaixo do nano (10-9), vêm pico (10-12), femto (10-15), atto (10-18), zepto (10-21) e, finalmente, pelo menos até agora, o yocto (10-24).

Essa precisão pode ser muito maior quando a nanobalança é resfriada a 5 Kelvin (-268,15º C), o que a torna capaz de medir 1,4 zeptogramas. A maior resolução já atingida com ressonadores de silício, tradicionalmente utilizados em nanotecnologia, foi de 7 zeptogramas.

Pesando átomos e núcleos atômicos

A nanobalança permitirá a detecção de minúsculas quantidades de massa, podendo pesar proteínas e outras biomoléculas com precisão atômica. Ela também poderá ser utilizada para acompanhar reações nucleares em átomos individuais.

Os cientistas afirmam que sua nanobalança poderá chegar a uma precisão de 0,001 zeptogramas, a massa do núcleo de um átomo. Quando chegarem lá, eles planejam colocar proteínas sobre o nanotubo e monitorar as mudanças de sua massa durante as reações químicas - quando um átomo de hidrogênio é liberado pela proteína, por exemplo.

Outras nanobalanças

Um outro grupo de pesquisadores já havia criado uma nanobalança com nanotubos, embora não tivessem alcançado a mesma precisão (veja Cientistas criam uma balança capaz de pesar um único átomo). Atualmente, equipes da Universidade Técnica da Califórnia e da Universidade de Berkeley também estão trabalhando em projetos similares.

Recorde de eficiência das células solares alcança marca histórica

Redação do Site Inovação Tecnológica

Recorde de eficiência das células solares alcança marca histórica
Esquema da estrutura da célula solar de alta eficiência que bateu o recorde de 25% de eficiência.[Imagem: UNSW]

Pesquisadores australianos anunciaram a quebra longamente esperada de um recorde importante para a indústria das células solares e para a exploração da energia solar: eles superaram a marca dos 25% de eficiência de uma célula solar fotovoltaica.

Como em uma Olimpíada, os recordes no indústria das células solares são superados em décimos porcentuais. Esta é a sexta vez que a Universidade de South Wales quebra um recorde na área, confirmando sua liderança mundial na área da energia solar.

Recorde de eficiência das células solares

O recorde teórico das células fotovoltaicas de primeira geração é de 29%, o que mostra a dificuldade em se avançar nesses recordes.

Segundo os pesquisadores, o novo recorde foi possível graças ao melhor conhecimento sobre a composição da luz do Sol e a uma recente redefinição do padrão de medição pelo qual as células solares são avaliadas.

"Como os pesos das cores no luz do sol variam ao longo do dia, as células solares são medidas contra um espectro padrão de cores definido sob condições meteorológicas operacionais típicas," explica o professor Martin Green. Como as células fabricadas pela equipe australiana são melhores nas extremidades do espectro, a revisão desse padrão acabou por beneficiá-las.

Aprisionando a luz

Para absorver igualmente as diversas faixas do espectro, os cientistas desenvolveram "armadilhas" para aprisionar a luz e evitar que os fótons escapem sem gerar energia.

"A luz azul é fortemente absorvida muito próximo à superfície da célula, onde nós nos matamos para garantir que ela não seja desperdiçada. Exatamente o oposto acontece com a luz vermelha, que é fracamente absorvida e nós tivemos que usar características especiais de projeto para aprisioná-la na célula," explica a Dra. Anita Ho-Baillie.

Essas "características especiais de projeto" fizeram com que as células solares recordistas funcionassem com a mesma eficiência de células solares muito mais grossas. Segundo os pesquisadores, uma versão da tecnologia compatível com a produção industrial - sem apresentar a eficiência de 25% - já está sendo licenciada para a indústria.

Computador biológico faz cálculos dentro de uma célula viva

Redação do Site Inovação Tecnológica

Computador biológico faz cálculos dentro de uma célula viva
[Imagem: Kobi Benenson/Harvard University]

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Califórnia, nos Estados Unidos, criaram o bloco básico de um computador biológico que, no futuro, poderá ser injetado em células vivas para detectar células tumorais, disparando os mecanismos de defesa do organismo, ou determinar quando genes devem ser ligados ou desligados durante uma terapia contra o câncer.

Dispositivo sintético de RNA

Tecnicamente o computador biológico é conhecido como dispositivo sintético de RNA. RNA é uma molécula muito parecida com o DNA, e os pesquisadores usaram componentes sintéticos modulares para fazer com seus nucleotídeos desempenhem funções específicas - por exemplo, detectar e responder a sinais bioquímicos no interior de uma célula ou ao seu redor.

Christina Smolke e Maung Nyan Win criaram o mecanismo básico de seu computador biológico de RNA de forma modular, o que significa que, como os transistores de um computador tradicional, eles poderão ser interconectados para formar portas AND, NOR, NAND e OR, tornando-se capazes de fazer virtualmente qualquer cálculo computacional.

Computador biológico

Este é o primeiro computador biológico capaz de lidar com mais de uma entrada de informação ao mesmo tempo. "Há bastante trabalho sendo feito em dispositivos de entrada única. Mas esta é a primeira demonstração de que um dispositivo de RNA de múltiplas entradas é possível," diz Smolke.

A modularidade é outro fator de grande importância, porque cada pesquisador não precisará reprojetar o computador biológico cada vez que ele precisar de uma função específica. Os blocos básicos poderão ser fabricados na forma de sensores com funções definidas e, posteriormente, "encaixados" para formar dispositivos complexos para atender às necessidades.

Biocomputador para detectar o câncer

O trabalho agora apresentado foi demonstrado em células de levedura. Mas Smolke afirma que eles já conseguiram demonstrar o funcionamento do computador biológico em células de mamíferos. Isto abre a possibilidade de que, no futuro, esses computadores biológicos sintéticos possam vir a ser usados em uma grande variedade de aplicações médicas.

Os computadores biológicos, quando totalmente desenvolvidos, poderão ser literalmente injetados no interior de células vivas para detectar determinados sinais - por exemplo, um marcador bioquímico específico liberado por células de um tumor. Quando localizar o biomarcador, o computador biológico poderá sinalizar às células T para que elas iniciem uma ação de defesa contra o tumor.

Para conhecer outra linha de pesquisa na área de biocomputadores, veja Biocomputadores moleculares implantáveis poderão revolucionar a Medicina

Atenção !

Últimas vagas para a Semana da Engenharia.

Inscreva-se já !

Estudantes capixabas são campeões latino-americanos em robótica

 

 

 

 

 

 

 

A equipe capixaba de robótica Ultrabots Ufes, conquistou o título de campeã latino-americana e campeã brasileira na categoria IEEE Standard Education. As disputas foram realizadas durante o Campeonato de Robótica realizado em Salvador (BA), no final de outubro. O evento reuniu aproximadamente 500 estudantes e professores de 10 categorias de competição de universidades de todo o Brasil e de países como Chile, México, Venezuela, Colômbia, Irã e Alemanha. No Espírito Santo, todo o trabalho de educação em robótica está sendo apoiado pela Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Sect).

A equipe campeã é formada por quatro estudantes universitários e coordenada pelo Laboratório de Robótica Educacional do Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Na categoria IEEE Standard Education, o desafio é montar dois robôs autônomos usando apenas peças de kits educacionais aprovados para a competição. Os dois robôs devem agir de modo cooperativo para cumprir a tarefa que é mudada a cada ano.

Além da Ultrabots Ufes, mais seis equipes capixabas participaram da competição em seis categorias conquistando também as primeiras colocações. Dentre as equipes está a ERRI-U, que conquistou o título de vice-campeã latino-americana e campeã brasileira na categoria RoboCup Jr Resgate. Esta equipe, formada por alunos do Ensino Médio de escolas públicas e particulares é resultado de um projeto do Laboratório de Robótica Educacional da Ufes que busca integrar a universidade e a educação básica. O objetivo desta categoria é apresentar aos alunos do ensino médio desafios ao mesmo tempo simples e interessantes. Na Junior Resgate os alunos devem construir e programar um robô capaz de seguir um trajeto marcado com uma linha e ao mesmo tempo desviar de obstáculos e encontrar feridos.

Já a equipe Mamute, composta por alunos do colégio Salesiano, conquistou o título de vice-campeã brasileira na II Olimpíada Brasileira de Robótica - Nível II (Ensino Médio). Além da Ultrabots Ufes, mais seis equipes capixabas participaram da competição em seis categorias conquistando também as primeiras colocações. Além da Ultrabots Ufes, mais seis equipes capixabas participaram da competição em seis categorias conquistando também as primeiras colocações.

Um dos destaques da competição foi o estudante Jarley Miranda, da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Clóvis Borges Miguel, que conquistou o 3º lugar na modalidade Duatlon da II OBR. Desta modalidade, participaram 22 competidores de todo o Brasil. O aluno foi capacitado no Laboratório de Robótica Educacional da Engenharia Mecânica.

A modalidade duatlon é composta de duas fases, sendo a primeira constituída de uma prova teórica e a segunda de uma final prática. A prova teórica do duatlon é apenas para alunos do ensino médio e o que obteve a melhor nota no seu estado foi selecionado para a fase prática. A final prática será realizada junto com as Competições Latino Americana e Brasileira de Robótica e consistirá de um mini-curso de robótica básica, seguido de desafios práticos, onde os estudantes terão que construir e programar robôs com kits fornecidos pela organização para executar tarefas simples.

A modalidade duatlon é composta de duas fases, sendo a primeira constituída de uma prova teórica e a segunda de uma final prática. A equipe Ufes Hard Soccer conquistou o 4° lugar na categoria IEEE Very-Small Soccer. O grupo é formado por estudantes do curso de Engenharia de Computação e é coordenado pelo Departamento de Engenharia Elétrica da Ufes. Nessa categoria dois times de três robôs com altura de até 7,5x7,5x7,5cm disputam uma partida de futebol. Os robôs são controlados remotamente por um computador, mas sem intervenção humana. O computador processa a imagem de uma câmera de vídeo localizada sobre o campo e comanda os robôs.

Após o início da partida não é permitida qualquer intervenção humana, estando a cargo dos próprios agentes a decisão do que fazer em campo. A equipe PET Soccer 2D, composta por estudantes de Engenharia de Computação da Ufes, conquistou o 1° lugar na categoria RoboCup Soccer Simulation 2D. As equipes BlitzKrieg e Gargalos_FC, também formadas por alunos da Universidade, conquistaram a 4ª e 5ª colocação na categoria. Nessa simulação,. dois times formados por 11 agentes de software inteligentes e autônomos disputam uma partida de futebol em duas dimensões. Cada um dos agentes que representa um jogador recebe apenas informações limitadas sobre a situação do jogo e precisa decidir cada ação de modo a contribuir com a equipe como um todo. Após o início da partida não é permitida qualquer intervenção humana, estando a cargo dos próprios agentes a decisão do que fazer em campo.

Para a professora e coordenadora do Laboratório de Robótica Educacional do Departamento de Engenharia Mecânica da Ufes, Carmem Faria Santos, que acompanhou as equipes durante o campeonato, a iniciativa é de grande importância para fomentar o conhecimento científico tecnológico. "A participação destes estudantes capixabas possibilitou uma integração e troca de experiência com os de outras regiões. Para os estudantes de graduação é uma oportunidade de aplicar a teoria na prática e a construção dos aplicativos possibilita o conhecimento. Já o trabalho conjunto entre estudantes do ensino fundamental e médio com alunos de graduação da área tecnológica promove uma aproximação da Universidade com a comunidade", explicou.

Resposta aos leitores

O Blog se desculpa pela falta de créditos a uma matéria publicada no último dia 04/11. Recebemos o comentário da Sra Priscilla, uma das mantenedoras do ilustre site, abaixo:

[Priscilla] [www.canalrural.com.br/blogdotecnicarural]
Faltou dar o crédito dessa informação, não?

07/11/2008 11:06

Sim Priscilla, nos esquecemos de postar também os créditos a matéria publicada. Já providenciamos o reparo e aproveitamos para dar mais informações sobre o Blog do qual extraímos a informação:

Perfil

Débora Bresciani, Thais D'Ávila, Priscilla Ferreira e Mariane De Luca

Tema: Bastidores, informações e novidades do programa Técnica Rural, do Canal Rural

Local: Por todo o Brasil

Descrição: O Blog do Técnica Rural é um espaço para você ficar por dentro do programa que é um sucesso no Canal Rural desde o primeiro ano da emissora.

Se você já conhece o programa, sabe que nossa missão é ensinar, informar e gerar interesse sobre as novidades em técnicas, manejo e sistemas de produção. E é claro, falar sobre gestão e capacitação –palavras de ordem no campo brasileiro e mundial! E tudo isso com a participação dos principais especialistas, pesquisadores e técnicos de cada área.

Mas aqui no blog você vai encontrar muito mais. Vamos mostrar os bastidores do programa e todo o tipo de informação que é gerada quando estamos em busca dos temas que você gosta tanto de assistir na TV. É que para levar para sua casa um programa de 22 minutos de duração, toda uma equipe é envolvida e são muitos os passos para garantir que tudo chegue certinho para você.

Vamos mostrar fatos inusitados que não entram no programa e as agruras que muitas vezes as equipes passam para levar o conteúdo da melhor forma para o telespectador. E tem mais: quase sempre encontramos pessoas legais, lugares interessantes, histórias de vida, curiosidades e, muitas vezes, para garantir que o tema do programa seja abordado da melhor forma, não temos tempo ou espaço para divulgar.

Mas o conteúdo editorial também estará lá! Dicas dos nossos entrevistados, receitas, e trechos dos novos programas que irão entrar no ar farão parte do blog do Técnica Rural.
 
E este também é um espaço para você mandar suas sugestões e dúvidas para nossa equipe. Participe e escreva seus comentários!!!

http://www.canalrural.com.br/blog/jsp/default.jsp?source=DYNAMIC,blog.BlogDataServer,getBlog&pg=1&template=3948.dwt&tipo=1&section=Blogs&p=1&coldir=2&blog=369&topo=4138.dwt&uf=1&local=1

Concurso do INPI oferece 120 vagas

O Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) usou todo o prazo oferecido pelo Ministério do Planejamento para lançar o edital do concurso que vai preencher 120 vagas. Para concorrer aos cargos é preciso ter terminado o ensino médio e o superior. O salário pode chegar a R$ 7.269,67.
Quando a seleção foi autorizada, em maio, estavam previstos 126 postos. O documento publicado no Diário Oficial da União excluiu as seis oportunidades para especialista sênior, cargo que previa salários de R$ 9.486,77.

Com a mudança, o instituto vinculado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior passa a oferecer 18 vagas para técnicos em propriedade industrial e técnicos em planejamento, gestão e infra-estrutura em propriedade industrial. Para estes profissionais será pago salário inicial de R$ 2.956,68.

Para os graduados são destinados 102 postos, sete destinados à analistas formados em administração (três), ciências contábeis (dois) e direito (dois).

Os outros 95 para pesquisadores, que exige mestrado ou doutorado, distribuídos nas áreas de: química industrial, farmácia, engenharia (civil, mecânica, de alimentos, agrícola, mecatrônica, controle e automação, de produção, metalúrgica, entre outras), arquitetura, desenho industrial, relações internacionais, biologia, administração e economia. Os analistas têm remuneração de R$ 6.507,03 e os pesquisadores, R$ 7.269,67.

As inscrições começam em 17 de novembro, exclusivamente no www.nce.ufrj.br
 
As taxas de participação são de R$ 48 para técnicos, R$ 100 para analistas e R$ 140 para pesquisadores.

As provas objetivas e discursivas serão aplicadas em 25 de janeiro no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Recife e Belém. Os candidatos com nível superior também passarão por análise de títulos. Espera-se que o resultado definitivo seja publicado em 16 de junho.
Gigablog - O blog da redação de UOL Tecnologia

05/11/2008

Mundo Web

Barack Obama, o presidente da Internet

Barack Obama, o presidente da Internet

Recém-eleito presidente dos EUA, a campanha de Barack Obama será lembrada por muito tempo por ser a primeira a usar todos os recursos da Web. Confira algumas curiosidades:

-Barack Obama é o usuário com maior número de seguidores no Twitter.
-Com 850.000 amigos em sua página oficial, Obama é o primeiro presidente no MySpace.
-Além do MySpace, o novo presidente americano tem sua própria rede social, o My Barack Obama.
-Os vídeos em seu canal oficial no Youtube já foram vistos mais de 20 milhões de vezes.
-No Youtube também há um canal com mais de 1100 músicas em sua homenagem.
-A maior parte dos US$ 605 milhões arrecadados em sua campanha veio de doações feitas via Internet por pessoas físicas.
-Ele participou do MySpace/MTV Presidential Dialogue em Iowa em outubro de 2007 e seus números nas pesquisas eleitorais aumentaram no Estado.
 
O que você achou da campanha de Obama? Diga nos comentários!

Demitido, funcionário abre rede da empresa a spammers e é condenado

IDG News Service/EUA
 
Cinco meses após ter ser demitido, ex-gerente de TI liberou o servidor de e-mail da empresa para enviou de spams.
type=text/javascript>loadTop5Data('noticias')

Um gerente de TI foi condenado a um ano de prisão por ter acessado a rede de computadores de seu ex-chefe e aberto o servidor de e-mail da empresa para envio de spams.

Steven Barnes já havia assumido a culpa em acusações de invasão de computador, dizendo que acessou servidores da empresa de mídia online Akimbo Systems, em San Mateo, California, e tornado o sistema de e-mail da empresa aberto para que spammers pudessem utilizá-lo para enviar mensagens. Ele ainda deletou o banco de dados de mensagens da companhia e arquivos usados para iniciar o computador.

Em uma carta ao juiz, Barnes disse que, no momento, lutava contra o vício em drogas e álcool e ficou chateado após os representantes da Akimbo o mandarem embora em abril de 2003 - e terem tomado tanto seu computador do trabalho quanto seu computador pessoal.

Ele acessou os servidores da empresa em 30 de setembro de 2003, tentando uma senha antiga que havia sido válida antes da demissão. "Para minha completa descrença, eu logo percebi que não havia qualquer firewall e as senhas sequer mudaram", disse ele.

Empregados da Akimbo, que opera sob o nome Blue Falcon Networks, foram impedidos de enviar ou receber e-mails ou mesmo ver mensagens antigas por dias e a companhia ainda foi penalizada por uma organização anti-spam, disseram os procuradores federais na corte.

Na quinta-feira (30/10), um juri na Califórnia ordenou que Barnes fique um ano na prisão e pague 24 mil dólares em indenização à Akimbo Systems. Após sua libertação, Barnes ficará três anos em liberdade condicional.

Blog do Professor Roberto Moraes

Concurso para professor do Cefet, campus Guarus e Cabo Frio: vagas para eletrônica e automação

 
Duas vagas para Eletrônica, em Guarus e uma para Automação, em Cabo Frio. Exigências: curso de engenharia ou Tecnologia de nível superior em eletrônica, automação e/ou elétrica conforme a área. Mais detalhes ver aqui no edital que prevê inscrições de 5 a 21 de novembro, taxa de inscrição de R$ 52,00. O concurso terá três etapas, prova escrita, no dia 14 de dezembro, desempenho didático e prova de títulos.

Além destas vagas, há ainda duas outras vagas para a área administrativa para o Campus Cabo Frio: uma de nível superior para engenheiro civil e outra de técnico de laboratório, nível médio em mecânica. Mais detalhes veja aqui no edital.

Formigas robóticas poderão construir casas em Marte

Redação do Site Inovação Tecnológica

Formigas robóticas poderão construir casas em Marte
Esquema das formigas robóticas. Na parte superior estão as células-solares que capturam a energia. Suas pernas movimentam-se por vibrações.[Imagem: I-Swarm Project]

As recentes descobertas de gelo em Marte, além de um solo comparável ao da Terra, feitas pela sonda espacial Phoenix, já tiveram o primeiro resultado prático: soltar a imaginação dos roboticistas, que vislumbraram uma oportunidade para que a exploração espacial possa ser feita com robôs - mais especificamente, com robôs minúsculos, do tamanho de formigas.

Formigas robóticas

"Pequenos robôs capazes de trabalhar em conjunto poderão explorar o planeta. Nós sabemos que há água e poeira, então tudo o que nós precisamos é de algum tipo de cola para começar a construir estruturas, como casas para os cientistas humanos," afirma Marc Szymanski.

O pesquisador alemão participa do projeto de pesquisas I-Swarm, o mesmo grupo que projetou os nanitos, microrrobôs milimétricos capazes de agir coletivamente, imitando o comportamento de enxames de insetos, como formigas, cupins e abelhas.

Robôs para exploração espacial

A idéia agora é utilizar minúsculos robôs que ajam como uma colônia de formigas, cooperando entre si para desempenhar uma tarefa comum - a construção das primeiras obras civis, que poderão ser aproveitadas pelos astronautas, quando eles chegarem ao planeta.

Os pesquisadores estão de olho na capacidade que formigas e cupins têm para construir galerias e estruturas elevadas e esperam usar os mesmos mecanismos para levantar estruturas que possam ser úteis ao ser humano.

Os pesquisadores também estão construindo microrrobôs capazes de se unir para formar robôs maiores, capazes de desempenhar as tarefas que não sejam acessíveis aos microrrobôs individualmente.

Outras utilidades dos microrrobôs

A exploração espacial é apenas uma das utilidades que os pesquisadores vêem para seus enxames de microrrobôs. "Enxames de robôs são particularmente úteis em situações onde você necessite de alta redundância. Se um robô apresenta defeito ou é danificado, ele não causa o fracasso da missão porque outro robô simplesmente vem para ocupar seu lugar," diz Szymanski.

Essas situações incluem operações em águas profundas, em minas, consertos de grandes equipamentos, limpeza de poluentes, principalmente no caso de derramamentos de óleo e, no futuro, até mesmo aplicar tratamentos no interior do corpo humano, em operações menos invasivas do que as cirurgias tradicionais.

Enxames de microrrobôs

Os microrrobôs usam luz infravermelha para comunicarem-se uns com os outros, cada um sinalizando para o mais próximo até que todo o enxame esteja informado. Por exemplo, quando um deles encontra um obstáculo, ele pode sinalizar para os outros para circundar o objeto e tirá-lo do caminho.

Um grupo de microrrobôs, pouco maiores do que uma moeda, utiliza rodas para se mover, tendo seus motores alimentados por baterias. Um outro modelo, que incorpora o conceito de formigas robóticas, é alimentado pela energia capturada por células solares e se move por meio de vibrações.

O que Obama propõe para setor de TI
 
Candidato democrata à presidência dos Estados Unidos postou vídeo no YouTube com várias promessas para tecnologia
PCWorld, EUA
 
Na reta final das eleições norte-americanas, o candidato Barack Obama voltou seu foco à tecnologia. O democrata lançou um novo vídeo discutindo seus planos para políticas relacionadas à tecnologia, caso seja eleito.

O vídeo foi colocado no YouTube no domingo à noite e reúne trechos de uma palestra concedida por Obama no escritório do Google em novembro de 2007. No discurso, Obama prometeu duplicar fundos federais para pesquisa básica e implementar uma taxa de crédito permanente para pesquisa e desenvolvimento. Ele também discutiu planos para leis antitruste mais severas e uma série de outras propostas:

- Colocar dados governamentais online em formatos acessíveis universalmente;
- Abrir fóruns para comentários públicos, sugestões e perguntas e respostas gerais sobre legislações pendentes;
- Ter certeza que cada residente americano e cada escola, hospital e biblioteca tenha acesso à internet banda larga;
- Melhorar padrões de velocidade de banda larga;
- Encorajar a ciência e a educação tecnológica;
- Apoio à necessidade de registro médico eletrônico;
- Aumentar investimentos em energia renovável.

Enquanto Obama fez muitas manchetes nos jornais com suas táticas de campanha high-tech - e também com o recente apoio do CEO do Google, Eric Schmidt - ele e John McCain, na realidade, se expuseram mais do que se poderia pensar quando começaram a propor suas políticas.

Uma lista relacionada aos interesses em tecnologia afirmam que Obama é o melhor candidato para a computação, enquanto outras afirmam que é McCain. Alguns fóruns realizados na quinta-feira (30/10) viu apoiadores de ambos os lados expondo razões pelas quais seus candidatos seriam os que mais beneficiariam o mundo da computação.

O verdadeiro teste, claro, acontece nesta terça-feira (04/11), desde que as urnas eletrônicas usadas em alguns pontos dos Estados Unidos não falhem. Isso certamente provocaria um fim irônico à mais tecnológica das corridas pela Casa Branca da história do país.

JR Raphael, editor da PC World, dos EUA
Inteligência Hormonal
Surge no mundo corporativo uma nova ferramenta para ajudar homens e mulheres a impulsionarem a carreira. Saiba o que é e como te ajudará a dar um upgrade em sua vida profissional
Por Adriana Natali 

 
Melhorar o desempenho e alcançar resultados com mais eficiência no trabalho são objetivos de todo profissional. Mas para isso é preciso também descobrir quais os caminhos que levam ao sucesso. Nos últimos tempos, muito tem se falado sobre os vários tipos de inteligências, entre elas a emocional, a racional e por aí vai. Livros não param de surgir nas prateleiras tentando decifrar os enigmas que levam ao crescimento individual.

Recentemente, o médico Eliezer Berenstein, autor do livro A Inteligência Hormonal da Mulher, foi mais longe em suas pesquisas e trouxe para o ambiente de trabalho as diferenças hormonais entre homens e mulheres como mais um aliado nessa batalha.

Ele aponta saídas para que ambos consigam tirar proveito dos hormônios. E também como o sexo oposto pode se beneficiar das características inerentes aos gêneros masculino e feminino. "Identificar os comportamentos baseados nas reações hormonais e saber administrá-los, traduzindo- os em ganhos, seja na vida pessoal como na profissional, signicaracterísfica dominar a inteligência hormonal", explica Berenstein.

Identificar os comportamentos baseados nas reações hormonais e saber administrá-los, traduzindo-os em ganhos, seja na vida pessoal como na profissional, significa dominar a inteligência hormonal

Nesse contexto, a Inteligência Hormonal entra como mais uma ferramenta na busca pelo sucesso profissional. Porém, por si só não vai garantir que um profissional seja bemsucedido. Ela surge como complemento a outros tipos de inteligência: a Emocional e a Racional.

Portanto, completa o consultor Carlos Hilsdorf, que também é pesquisador do comportamento humano e autor do livro Atitudes Vencedoras, é importante que o profissional compreenda que todas as inteligências atuam juntas e se comunicam entre si, e todas podem e devem ser desenvolvidas. "Todo conhecimento é útil quando liberta e nos remete a buscas por novos conhecimentos, porém é perigoso quando aprisiona e nos permite a ilusão de que um único fator é determinante em nossas interações com a vida", ressalta.

A origem
 
As diferenças hormonais entre os sexos não são nenhuma novidade, mas o termo Inteligência Hormonal, ainda pouco difundido no mundo corporativo, significa saber usar essas diferenças de forma que possam ser transformadas em crescimento profissional, melhoria na qualidade dos relacionamentos e aumento da produtividade.

Se antes as empresas eram dominadas pelos homens - quando muito as mulheres trabalhavam em cargos de menor importância -, hoje, muita coisa mudou. Elas invadiram o mercado de trabalho e também passaram a ocupar cada vez mais cargos de chefia. Segundo uma pesquisa realizada em 2005, pelo Grupo Catho, as mulheres ocupam 32,99% das vagas no mercado de trabalho no Brasil.

E essa mudança de cenário exigiu que os homens aprendessem a lidar com o sexo oposto, e vice-versa. "É essencial que ambos descubram que a diversidade pode ser benéfica ao ambiente profissional", ressalta Berenstein.
 
E é aí que surge o conceito de Inteligência Hormonal. No início, a idéia era melhorar a relação entre homens e mulheres, mas com os avanços, o foco também foi direcionado ao desenvolvimento individual através dos hormônios. "A Inteligência Hormonal foi criada com o objetivo de apoiar pessoas e organizações nesse processo de transformação. Nele, o foco está voltado ao desenvolvimento da consciência dos benefícios que os hormônios podem trazer", esclarece Berenstein.

Auto-conhecimento

Entretanto, para transformar teoria em prática, Berenstein explica que o profissional precisa aprender a importância dos hormônios para o organismo e como eles atuam nos indivíduos.

O ponto-chave e que representa a porta de entrada para o sucesso profissional é saber lidar com os diferentes comportamentos conduzidos pelos famosos hormônios. É uma forma de auto-conhecimento. É quando a pessoa consegue identificar suas reações em função dos hormônios e aprende a usar isso de forma que lhe traga vantagens. Não parece fácil, no entanto o resultado pode significar degraus a mais na escada da ascensão profissional.

Portanto, é fundamental entender que desenvolver a Inteligência Hormonal é o mesmo que desenvolver a habilidade de lidar com nossas particularidades, driblando as características limitadoras e aproveitando as oportunidades, frutos daquelas que são mais favoráveis.

O ponto-chave e que representa a porta de entrada para o sucesso profissional é saber lidar com os diferentes comportamentos conduzidos pelos famosos hormônios. É uma forma de auto-conhecimento

Exemplos práticos ilustram bem o que essa ferramenta pode trazer de bom para a vida de qualquer profissional. Durante a TPM (Tensão Pré-Menstrual), por exemplo, a maioria das mulheres fica mais agressiva. Ela pode transformar essa característica em atitudes mais ousadas e na execução de projetos que a princípio pareciam impossíveis ou que não estavam ao seu alcance. O homem por sua vez, pode reverter sua agressividade natural em determinação para realizar com mais afinco algumas tarefas.

Ritmos diferentes

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
É fato que tanto o homem quanto a mulher estão sob a influência dos hormônios. Contudo, as condições psicológicas, mentais e físicas afetam a produção deles. Estudiosos da área indicam que o comportamento hormonal da mulher é cíclico, enquanto do homem é linear. Por isso, sob a ótica hormonal, elas estão mais propensas às flutuações de humor.

Para o consultor Carlos Hilsdorf, a maior ou menor predominância de estrogênio, progesterona ou androgênio enquadra a mulher em um determinado perfil comportamental. "Ela deveria desenvolver um comportamento adaptativo aos 'excessos' e/ou 'carências' de cada período, conforme o tipo de hormônio predominante em seu ciclo menstrual", orienta Hilsdorf.

Já o homem, que tem um comportamento mais linear, deve, ao perceber que sua parte hormonal é fortemente orientada para a dominação (caça), compreender que esses aspectos ancestrais precisam ser gerenciados, dando ênfase maior ao desenvolvimento das outras inteligências - emocional e racional. O consultor alerta ainda que "o homem não deve permitir que as características ancestrais se manifestem de maneira mais intensa que a capacidade de desenvolver relacionamentos baseados na empatia, equidade e amor ao próximo".

Infelizmente, poucos dão importância às conseqüências causadas pelos hormônios. "A maioria das pessoas não percebe que muitas atitudes, as quais a primeira vista parecem normais, na verdade, estão sendo tomadas sob influência hormonal. Por esta razão, o principal desafio em um ambiente de trabalho é discernir se a raiz de um comportamento é esta", afirma Silvio Celestino, diretor da Enlevo, empresa especializada em treinamento de executivos.

A ciência explica

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
De acordo com o médico Eliezer Berenstein, o chamado dimorfismo cerebral esclarece por que as mulheres tantas vezes surpreendem ao interpretar atitudes e prever intenções alheias. Um exemplo? Ela fala ao telefone, pega um envelope com o motoboy, assina um documento e avisa para o colega ao lado que haverá reunião. É a habilidade de executar várias tarefas simultaneamente.

 
Já com os homens o quadro é diferente. Embora levem o rótulo de mais práticos e mais objetivos, eles, em sua grande maioria, não conseguem realizar duas tarefas ao mesmo tempo. Ou estão em reunião ou falando ao telefone com um cliente. O lema é: cada coisa na sua hora.

Não tem jeito. Os hormônios dão sinais de suas ações diária e constantemente. Temos a crença de que a razão comanda parte da emoção e, portanto, nossas ações. Porém, nossos hormônios fazem parte do sistema de inteligências que nos conduzem pela vida. Muitas vezes, a Inteligência Hormonal age de forma predominante em relação aos outros tipos, tais como a Racional e Emocional.

"Reconhecer as maneiras de pensar e de agir, específicas aos gêneros masculinos e femininos, tornam ainda mais críveis os processos de transformação. E esses processos são altamente benéficos para a melhoria de relações interpessoais nas empresas", afirma o médico Eliezer Berenstein.

O poder da transformação

Para efeito de relacionamento e carreira, as diferenças de personalidade, temperamento e caráter que existem entre duas pessoas terão sempre mais importância do que as diferenças de gênero, e suas derivadas, mesmo as bioquímicas, quando observadas isoladamente.

Para o consultor Carlos Hilsdorf, todo defeito é uma virtude em potencial, ou seja, uma virtude não trabalhada. Assim, a teimosia pode ser transformada em persistência; o ciúme pode transformar-se em um amor mais dedicado; a ansiedade e tendência à depressão podem ser transformadas em obras imortais, como provam a vida de tantos artistas e personalidades ao longo da História.

"Todas as características consideradas 'negativas' podem ser transformadas em vantagens competitivas se dermos um propósito, encontrarmos o seu sentido dentro das nossas vidas e administrarmos a direção que damos a elas", reforça Hilsdorf.

A teimosia (defeito) e a persistência (virtude), por exemplo, são muito parecidas. A grande diferença está no nível de consciência e na direção que estabelecemos a esta característica do nosso comportamento. "Os teimosos caminham em círculos, estão fechados em si e em seu universo, já os persistentes caminham em linha reta rumo a seu objetivo e estão abertos a contribuições que os ajudem a chegar lá", exemplifica o consultor.

Sem desculpas

Segundo Silvio Celestino, diretor da Enlevo, para lidar com determinadas situações é preciso, antes de qualquer coisa, contextualizar o fato e não permitir que a pessoa use os hormônios como desculpas para exageros.

Afinal, diz ele, se todos estão sob a influência de hormônios não se pode utilizá-los como desculpas para comportamentos indesejados. Se um funcionário está em desequilíbrio com os propósitos da organização, do departamento ou da tarefa, deve-se avaliar se não existe, na verdade, um desequilíbrio interno do indivíduo, e se esse não é ocasionado por alguma disfunção hormonal.

"A pessoa é a principal responsável pela identificação de um problema como esse. Até porque o convívio diário com alguém, por vezes, nos dá a sensação de que ela 'é assim' e até por questões éticas e de discrição não nos envolvemos com determinados comportamentos indesejáveis", explica Silvio Celestino.

A melhor forma de lidarmos com esses comportamentos pouco agradáveis é desenvolvermos e aprimorarmos o tempo todo a competência 'feedback'. "Muitos executivos fogem dessa prática porque não sabem como proceder e se sentem constrangidos em determinadas situações. Mas, se quiserem aperfeiçoar os comportamentos de seus liderados, devem se interessar em desenvolver essa habilidade e dar o feedback ao máximo", afirma o diretor da Enlevo.

E isso significa estabelecer canais de comunicação mais efetivos no ambiente de trabalho. Não adianta identificar comportamentos se isso não for revertido em aprimoramento profissional. Saber ouvir e falar com o outro é a forma para por em prática a Inteligência Hormonal.
 


Administre os hormônios
 
Encontrar o caminho das pedras, ou melhor, dos hormônios do bem, pode exigir do profissional muito esforço. No caso das mulheres, conscientes da irritabilidade de determinada fase do ciclo menstrual, podem usar lembretes para não reagirem impulsivamente ou de maneira agressiva - o que não fariam em outras ocasiões - pelo esquecimento de que o fator hormonal está afetando suas predisposições.

Conscientes dessas carências peculiares aos ciclos, elas devem ficar atentas para não tomarem decisões motivadas por esse aspecto. As mulheres devem tentar se manter atentas sobre que fator hormonal está afetando suas predisposições neste período para não cair nas armadilhas dos hormônios.

O homem, ciente dos fortes efeitos hormonais a que está submetido, precisa desenvolver a habilidade de lidar com diferentes repertórios de atitudes sem a ilusão de que as pessoas devem responder sempre da mesma forma diante das mesmas situações.

Ele deve ficar atento às suas próprias características para não comprometer o seu desenvolvimento profissional. Pois exigir que o outro tenha a mesma reação pode lhe custar caro, como por exemplo, o rótulo de intolerante. A flexibilidade e o poder de observação devem fazer parte do dia-a-dia do homem. E encontrar esse equilíbrio - entre ser exigente e flexível - é uma arma poderosa no ambiente de trabalho.

Se todos estão sob a influência de hormônios, não se pode utilizá-los como desculpas para comportamentos indesejados.
Brasil Automation - ISA Show 2008 - 12º. Congresso Internacional e Exposição Sul-Americana de Automação, Sistemas e Instrumentação - 17 a 19 de novembro de 2008 - São Paulo | Brasil

CURSOS QUE SÃO REFERÊNCIA
em capacitação profissional

No quadro de instrutores dos cursos do Brazil Automation 2008
encontram-se os melhores profissionais do mercado, com
reconhecida capacidade técnica e vasta experiência no seu
segmento de atuação, características decisivas para o
alto nível em que os cursos ocorrem.

A PARTIR DE 2008, PAGUE TAMBÉM
COM CARTÃO DE CRÉDITO

A partir deste ano serão aceitos cartões de
crédito para pagamento no local. Além disto,
associado ISA sempre tem desconto no valor
da inscrição.

Clique aqui para ver os valores e fazer sua
inscrição pela internet.

Veja a PROGRAMAÇÃO COMPLETA
dos CURSOS:

17 de Novembro (segunda-feira)

NOÇÕES DE PROJETO E CONFIGURAÇÃO DE
INSTRUMENTOS COM O PROTOCOLO DIGITAL
FOUNDATION FIELDBUS

PRINCÍPIOS BÁSICOS DE FUNCIONAMENTO
DE INSTRUMENTOS E CONTROLE APLICADO EM
CALDEIRA A ÓLEO

GERENCIAMENTO DE ALARMES

18 de Novembro (terça-feira)

CONCEITOS APLICADOS AOS SISTEMAS INSTRUMENTADOS
DE SEGURANÇA

NOÇÕES DE APLICAÇÕES DA TECNOLOGIA WIRELESS NA AUTOMAÇÃO

DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE APLICAÇÕES PARA CONTROLADORES
PROGRAMÁVEIS USANDO A NORMA IEC 61131

19 de Novembro (quarta-feira)

CONTROLE DE PROCESSOS INDUSTRIAIS

DIMENSIONAMENTO DE VÁLVULAS DE CONTROLE

NOÇÕES DE APLICAÇÃO DE PROFIBUS DP/PA EM PROJETOS DE AUTOMAÇÃO

Informações gerais:

Dias 17 a 19 de Novembro de 2008
das 9h às 18h

Credenciamento: Comparecer no dia
com 30 minutos de antecedência

Clique aqui e faça sua inscrição pela Internet

Local: Expo Center Norte – Pavilhões Branco 7 e 8
Rua José Bernardo Pinto, 333 - Vila Guilherme
São Paulo – SP

Contato: +55 (11) 5053-7409 - congresso@isashow.com.br
Av. Ibirapuera, 2120 conj. 164/165 – Moema - CEP 04028-001- São Paulo, SP

(27-10-08) - A apresentação do New Fit atraiu a atenção da imprensa no Salão do Automóvel 2008, mas os olhares foram mesmo para outra celebridade: Asimo, o robô humanóide da Honda.

Quando Asimo nasceu, nos anos 1980, tinha apenas pernas que simulavam movimentos humanos. Vinte anos de pesquisa depois, a Honda apresenta um modelo próximo do humano.


Com 1,20 m e 52 kg, o robozinho subiu as escadas do palco improvisado no stand. Asimo também é capaz de ultrapassar obstáculos, carregar bandeja, correr até 6 km por hora, chutar bola e auxiliar pedestres a andar na rua.

Além dessas capacidades, o que faz de Asimo uma celebridade é sua árdua jornada de trabalho: o robô fez dezenas de apresentações para cinco mil crianças vítimas do terremoto de Schuan, na China. Regeu a orquestra sinfônica de Detroit e atua como guia turístico em museus.

O objetivo da Honda é que seu robô humanóide interaja e coexista com as pessoas em um ambiente real. Também espera que, em um futuro próximo, ele possa auxiliar pessoas com deficiência física, sendo os olhos, ouvidos, mãos ou pernas para aqueles que não os têm.

Servo-pneumática

As gravações do primeiro Prêmio Jovem Inovador chegaram ao fim. No final da semana passada fizemos nossa última viagem para gravar com o classificado na categoria graduação.

Fomos até Panambi, no planalto sul-riograndense. A cidade faz parte de um pólo metal-mecânico do pós-colheita. Explico: a região tem grande destaque na produção de grãos e muitas empresas se instalaram nos arredores para ficar mais perto dos produtores e das cooperativas.
 
Nosso finalista da quarta etapa é estudante de Engenharia Mecânica da Unijuí (campus Panambi). Diego Cadore pensou em uma solução para a armazenagem de grãos utilizando uma tecnologia chamada “servo-pneumática”.
 
É que hoje, os registros de descarga do tipo gaveta nos silos contam com abertura manual. Isso implica na necessidade de um operador em cada registro e mais: com riscos à segurança do trabalhador. A idéia do Diego (na foto com o professor orientador, Pedro Luiz Andrighetto) foi utilizar a servo-pneumática para controlar a abertura e fechamento dos registros de descarga à distância. A grosso modo, a pneumática é o uso do ar comprimido para várias atividades.


Esse princípio já é utilizado para alguns processos de automação em armazéns. Porém com a pneumática sozinha não é possível abrir parcialmente um registro, por exemplo. Só abrir totalmente ou fechar totalmente. E a servo-válvula, que o Diego utilizou, faz com que essa pressão seja controlada com precisão milimétrica. Essas aberturas parciais são importantes para não sobrecarregar (e queimar) o motor de correias transportadoras de grãos entre outros problemas.

Pode até parecer complicado, mas no programa que vai ao ar no dia 15 de novembro você vai entender bem como funciona. Aguarde!

A classificação de Diego no Prêmio Jovem Inovador rendeu notícias na região. Além da matéria publicada a partir de nota no site da Unijuí (clique para ler), Diego também deu entrevistas para as rádios locais. Sucesso!

Jovem cria painéis solares com esmalte e acetona

 

Nicole Kuepper inventou o processo que barateou os custos

Nicole Kuepper inventou o processo que barateou os custos.

 
Uma jovem cientista australiana criou células fotovoltáicas - usadas para transformar energia solar em energia elétrica - a partir de produtos parecidos com esmalte e acetona, uma impressora e um forno de pizza, baixando o preço da tecnologia.

Os painéis solares criados por Nicole Kuepper, de 23 anos, são bem mais simples e mais baratos dos que os tradicionais por não usar tecnologia de ponta, mas mantêm a mesma qualidade.

Kuepper, que é estudante da Universidade de Nova Gales do Sul e já patenteou o processo, conta que descobriu a fórmula "quase sem querer".

"Eu estava fazendo os testes e esqueci de usar um produto. No final deu certo sem ele", disse ela.

Processo
No processo, Kuepper pulveriza químicos parecidos com esmalte em células de silício e depois passa essas células finas por uma impressora comum que, em vez de tinta, usa acetona para moldá-las no formato certo.

Depois, o material é "assado" em um forno similar ao de pizza, numa temperatura mais baixa do que a do processo normal.

Segundo a estudante, o método cria painéis solares mais baratos e tão eficientes quanto os tradicionais. Os gastos com o processo são reduzidos por causa da simplicidade dos materiais usados e da tecnologia, além da temperatura mais baixa.

No método convencional, a temperatura utilizada na criação de painéis solares chega a até 800 graus Celsius. Com a nova técnica, a temperatura cai para 300 graus Celsius.

Além disso, o wafer de silício usado para fazer o painel solar tem a espessura de 50 micrômetros (μm), bem mais fino se comparado com o padrão de 250μm.

Com a invenção, batizada de iJET, a australiana pretende levar energia barata e limpa para regiões sem acesso à eletricidade, inclusive em países em desenvolvimento, como o Brasil.

"Quero oferecer aos dois bilhões de habitantes menos favorecidos que não possuem facilidades elétricas, condições de ler à noite ou de se manterem informados sobre o mundo através do rádio usando energia do sol".

Colecionadora de títulos científicos de prestígio na Austrália, a jovem ressalta que, quando o método começar a ser comercializado, daqui a três anos, ele vai reduzir a emissão de gases poluentes causadores do efeito estufa e das mudanças climáticas.

A demanda por painéis solares está crescendo em todo o mundo, mas o material ainda custa caro. Para tornar sua casa auto-suficiente em energia, por exemplo, o australiano Michael Mobbs gastou cerca de R$ 70 mil, mas a longo prazo, a relação de custo-benefício compensa.

Mobbs não paga mais conta de luz, além de já ter economizado tudo o que gastou em 12 anos.
"Todo ano evito que cerca de quatro toneladas de carvão sejam queimadas e que oito toneladas de gases estufa sejam emitidos na atmosfera", disse ele.

Resposta aos leitores

 

Recebemos uma mensagem do aluno da UENF Marcelo David Siliprande, que nos indaga sobre a participação de alunos de outras instituições na Semana da Engenharia do CEFET.

 

“Bom dia,

 

estou interessado em fazer o curso de Aplicações básicas da Tecnologia Wireless (Quinta-feira dia 27)

 

gostaria de saber se está aberto para alunos de outras Instituições (UENF), e o e-mail do representante de turma que está responsável pelas inscrções.

 

grato,

 

Marcelo.”

 

No últimos dias foi fechado um acordo entre a Direção do CEFET Campos e da UENF para cooperação em eventos relacionados à área tecnológica. Para tanto, alunos da UENF poderão sim participar, através de vagas reservadas, de eventos no CEFET e vice-versa.

 

A primeira parceria diz respeito à Semana da Engenharia do CEFET.

 

Para os alunos da UENF, serão disponibilizadas 20 vagas para o dia 25 e mais 20 vagas divididas entre os 04 cursos – 05 para cada curso - que serão ministrados durante a Semana.

 

Para o aluno da UENF se inscrever, terá que ir ao CEFET e entrar em contato pessoalmente com o aluno Moisés Duarte Filho do 7º período. Ele está no CEFET nos períodos da manhã e da tarde, nas salas ou laboratórios do curso de Engenharia de Automação.

 

As inscrições vão até o dia 14 de Novembro. Mas atenção: as vagas são limitadas ! Por isso, não deixe para a última hora.

 

Lembrando que todo nosso evento é gratuito !

 

Dúvidas pelo e-mail engenhariadeautomacao@uol.com.br ou pelo formulário ao lado.

A SMAR estará presente na

Contamos com a sua

visita em nosso estande.

Organização:

Alunos da UnB criam robô-helicóptero

Aparelho poderá ser empregado na vigilância policial.
Inovação está na economia de custos e na simplicidade.

Do G1, com informações do DFTV

Alunos da Universidade de Brasília (UnB) criam robô para vigilância e mapeamento de áreas com baixo custo. O quadrirrotor, uma espécie de helicóptero com quatro hélices, com maior estabilidade, mecânica simplificada e boa capacidade de manobras, possibilita economia na montagem e na utilização.

O veículo aéreo miniatura foi desenvolvido no Laboratório de Robótica e Automação da UnB, durante um ano. Foi o trabalho de graduação de Pedro Henrique junto com outro colega da mecatrônica, Marcelo Braga. Todo o projeto teve custo de implementação de cerca de R$ 2 mil.

Quatro hélices, motores elétricos, computador de bordo, tudo isso garante a estabilidade no ar. O quadrirrotor é usado para filmagens aéreas, mapeamento, vigilância policial ou simplesmente para diversão, como aeromodelismo.

A inovação está na economia, na rapidez da construção e na simplicidade. No futuro, após estudos, será possível manejá-lo também por controle remoto.

“Hoje, as atividades da polícia, os mapeamentos cartográficos e as inspeções de linha de transmissão de energia, por exemplo, são feitas por helicópteros convencionais tripulados, isso envolve custos altíssimos e risco a vidas humanas. Um robô que faça isso remotamente sozinho, além de ser mais barato, não envolve vidas humanas. Quem faz o trabalho é o computador, a gente apenas auxilia”, explica o estudante Pedro Henrique Santana.

Agronegócio: automação permite qualidade e aumenta produtividade na indústria sucroalcooleira


O curso de Engenharia de Alimentos da Fazu promoveu a palestra “Automação e Controle na Usina de Açúcar e Álcool”. O tema foi apresentado pelo engenheiro especialista da usina Coruripe, professor dos cursos de pós-graduação da Fazu, Geração de Energia e Processamento na Indústria Sucroalcooleira, Fernando Pedra. O professor falou do avanço da automação na aplicação e controle do processo de fabricação de açúcar e álcool no Brasil.

Segundo ele, a automação possui segmentos eficientes como a mecatrônica, “que consiste na combinação sinérgica das engenharias mecânica e eletrônica, com interface na informática, para controle e estratégias empresariais visando o desenvolvimento de produtos e processos de produção”. Ele informa que a utilização da automação permite às indústrias brasileiras atenderem aos padrões de qualidade exigidos principalmente para exportação dos produtos. “O setor se torna eficiente na fabricação para vender e competir”, enfatiza.

Fernando Pedra afirma que a automação evolui no setor sucroalcooleiro. “São muitos os investimentos feitos nesses sistemas, pois por meio deles é possível obter maior produtividade e qualidade”, comenta. Um exemplo é a automação nos cozedores a vácuo para fabricação de açúcar.

A Sugar Technology InternacionaI – STI foi uma das empresas que inovou ao aplicar sistemas com câmaras para controle do tamanho dos cristais de açúcar em cozedores das usinas açucareiras. Ela lançou o Sugarscope, uma câmera com microzoom que possui um tubo de spray para limpeza. O sistema não necessita de manutenção devido ao seu revestimento robusto com vidro fundido. É feita apenas a troca de uma lâmpada, quando necessária.

O sistema também funciona de forma simples: um sinal de vídeo é transmitido para o processador de imagem onde o tamanho dos cristais é quantificado durante os primeiros 30 minutos após a semeadura, etapa mais critica do processo. O dispositivo permite detectar, também, a formação de espuma e os resultados podem ser transformados em um sinal de saída para controle de processos.


30/10/2008
Isabela Avelar
Assessoria de Comunicação - imprensa@fazu.br
FAZU - Faculdades Associadas de Uberaba
www.fazu.br

Navegadores GPS vão entender como você se sente

Redação do Site Inovação Tecnológica

Navegadores GPS entendem como você se sente
[Imagem: UTwente]

Os equipamentos de GPS nos carros não são mais nenhuma grande novidade. Mesmo que a maioria dos motoristas ainda não possa contar com a sua funcionalidade, os engenheiros já estão se preparando para dar o próximo passo - eles querem que as orientações de rotas de direção dadas pelos aparelhos de localização por satélite levem em conta o humor e o estresse do motorista.

Computadores que reconhecem emoções

O sistema, que está sendo desenvolvido por Trung Bui, da Universidade de Twente, na Holanda, é capaz de reconhecer as emoções do motorista analisando a sua voz. Uma vez detectada a emoção, o computador altera seu comportamento e a forma como as instruções do GPS são passadas, para ajudar o motorista de forma mais efetiva.

O grande avanço do sistema construído por Bui é justamente tornar um computador capaz de identificar uma emoção humana. Além de aparelhos de GPS, a pesquisa terá grande utilidade em todos os sistemas em que haja uma interação entre computadores e humanos, como em quiosques de informações e em robôs, por exemplo.

Identificando emoções

Quando o assunto é emoção, os humanos são capazes de combinar vários tipos de informações para chegar a uma conclusão - o tom de voz, a expressão facial e até a escolha das palavras são alguns dos elementos levados em conta para identificar as emoções de uma pessoa com a qual estamos interagindo.

Programar essa capacidade em um computador é uma tarefa cheia de meandros. Por exemplo, um tom de voz mais elevado pode indicar tanto raiva quanto entusiasmo.

Markov e redes de decisão

Bui utilizou duas técnicas em conjunto para enfrentar esse desafio. A primeira é chamada POMDP (Partially Observable Markov Decision Process), processo de decisão parcialmente observável de Markov, uma técnica matemática desenvolvida nos anos 1960. Esta técnica permite a integração das emoções do usuário em um sistema de diálogo, graças à capacidade da POMDP em lidar com incertezas.

A técnica de Markov é útil para problemas simples, mas exige pesados cálculos quando o diálogo é mais complexo. Nestes casos, Bui optou por utilizar as redes dinâmicas de decisão (DDN - Dynamic Decision Network). Os diálogos são divididos em dois níveis, sendo cada um enviado para uma das abordagens de cálculo de acordo com sua complexidade. A distribuição dos diálogos entre os dois níveis é feita verificando-se a disponibilidade de poder de processamento.

O sistema foi testado em veículos que atendem situações de emergência. Dois módulos de avaliação do estresse do usuário enviam seus resultados para o sistema de navegação. Quando é detectado que o estresse está se elevando, o que torna o atendente mais propenso a cometer erros, o sistema passa a exigir confirmações de suas instruções mais freqüentemente.

Semana da Engenharia: resposta aos leitores

"Gostaria de saber como posso me inscrever no encontro de engenharia que será oferecido em novembro. Obrigada!!"

Geane Oliveira

Cara Geane,

Desde já agradecemos muito a sua mensagem. Para se inscrever, basta comparecer ao CEFET Campos pessoalmente e entrar em contato com o Graduando Moisés Filho, do sétimo período. Ele é o responsável pelas inscirções do evento. Não vamos dizer onde exatamente encontrá-lo, pois ele é aluno e está em diversas salas durante o dia. Mas é bastante fácil econtrar o Moisés pelo CEFET, pois se trata de uma figura muito conhecida. Você poderá encontrá-lo na parte da manhã ou da tarde, de segunda a sexta-feira.

Mas atenção: em virtude da excelente programação, as vagas já estão se esgotando. Acreditamos que até meados da próxima semana não existam mais !

Qualquer dúvida: engenhariadeautomacao@uol.com.br ou pelo formulário ao lado.

Todo nosso evento será gratuito !

Vagas para o MMA


O Ministério do Meio Ambiente abriu concurso público para o preenchimento de vagas, em diversas áreas, entre elas para engenharia florestal. As inscrições estão abertas até o dia 9 de novembro. Os salários vão de R$ 3.800,00 a R$ 8.300,00.

O concurso tem como objetivo a contratação de pessoal para vagas por tempo determinado e a maioria delas é para atuação em Brasília.

Inscrições em www.cespe.unb.br/concursos/mma_ps2008

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
Visitante número: